segunda-feira, 23 de março de 2009

Gilvan de Oliveira

Música para todos

Tendo a música brasileira como universo de estudo, o músico, compositor e arranjador Gilvan de Oliveira ministra oficina e faz show em Montes Claros.

Jerúsia Arruda


Nos dias 25, 26 e 27 de março, de 14h às 17h, na Fundação Marina Lourenzo Fernandez, o músico Gilvan de Oliveira ministra, em Montes Claros, a Oficina de Criação Musical, onde ensina técnicas para compor, arranjar, harmonizar, improvisar, tocar em grupo, tendo como tema a música brasileira.

Com o tema Retrato/Fazendo música - Técnica de conjunto, a oficina foi criada a partir de suas experiências como músico, compositor, professor, pesquisador, arranjador, diretor musical e produtor atuante nas mais diversas áreas da atividade musical e, durante nove horas, analisa um repertório com obras de grandes mestres da música brasileira, em vários estilos, focando sua recriação para a prática em conjunto.

Gilvan
Mineiro de Iataú de Minas, Gilvan nasceu no dia 18 de agosto de 1956 e despertou o interesse pela música ainda na infância. Iniciou tocando bateria, e, aos 12 anos de idade, começou a estudar violão. Ingressou na Faculdade de Engenharia Elétrica, mas se transferindo para o curso de Música da universidade federal de Minas Gerais, estudando, inclusive, com José Lucena Vaz, grande violonistas mineiro, reconhecido em todo mundo.

Ainda bem cedo, começou a tocar e gravar com outros artistas, dividindo palco com vários intérpretes da MPB. Especializou-se como violonista, arranjador, compositor e diretor musical e é, hoje, um dos mais requisitados músicos do país, se apresentando, inclusive, em vários países, ao lado de grandes nomes da música brasileira e de todo mundo.

Discografia
Em sua discografia estão Cordas e Coração; Vinicius nas cordas de Gilvan; Retratos, indicado para o Prêmio Sharp; Sol; Estação XV; Violão Cantor; Traquina e participou ainda do disco Violões do horizonte, ao lado de Weber Lopes e Juarez Moreira.Recebeu o Trófeu Pró-Música de Melhor Instrumentista de 1995 e o Prêmio Sharp de Música pelo CD Estação XV.

Um comentário:

  1. francorlixilo@bol.com.brsábado, 18 abril, 2009

    gilvam é um grande musico será que vc lembra de mim, fomos para lituania

    ResponderExcluir

É uma prazer receber sua visita. Obrigada pelo comentário.