quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Praça da Matriz de Montes Claros

Manhãs na Praça

As manhãs de domingo na Praça da Matriz de Montes Claros são um convite à tranqüilidade, ao bate-papo com os amigos e à experimentação.
Primeiro das guloseimas que saltam aos olhos, invadem a mente e acalmam o coração.

Depois, da multiplicidade de cores e linguagens vindas de todos os cantos que aguçam nossos sentidos. A poesia declamada ao vivo na tenda do projeto cultural Livro na Praça. O batuque do atabaque e do djembê das rodas de capoeira. A música barranqueira que vem do coreto e nos faz sentir saudade da saudade.

No entorno da praça, as barraquinhas dos artesãos expõem a criatividade. Roupas, bijus, bonecas, instrumentos musicais, namoradeiras; uma infinidade de objetos que nos faz lembrar que a féria do mês anda curta.

Às vezes tem novidade, com show ao vivo, lançamento de livro, apresentação teatral e até desfile de moda. No último domingo, por exemplo, teve o lançamento da quarta edição da revista do Instituto Histórico e Geográfico de Montes Claros, reunindo grandes nomes da literatura nortemineira.

A turma de enxadristas também bate o ponto na praça. Concentrados, chamam atenção dos transeuntes que param para ver um ou outro xeque-mate.

Emoldurando toda essa festa, a história sesquicentenária montesclarina, através dos casarios, da sublime imponência da igreja de Nossa Senhora e São José e da Praça da Matriz que é a raiz dessa imensidão que se tornou a Princesa do Norte.

Quem passa pela Praça da Matriz no domingo, pára, deixa, e leva um pouco para si.

Um comentário:

É uma prazer receber sua visita. Obrigada pelo comentário.