quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Arte para todos

Mercado municipal de Janaúba se transforma em teatro italiano


Com apresentação gratuita, a Ditarso Companhia de Dança resgata alguns dos principais mitos da região


O Mercado Municipal de Janaúba será transformado em um grande teatro italiano para receber a turnê que a Ditarso Companhia de Dança realiza no Norte de Minas. Nesta quarta, dia 03, às 19 horas, a população da cidade poderá assistir gratuitamente ao espetáculo de dança “Noitencantada” que resgata alguns dos principais mitos da região, como o Caboclo D água e a Mula-sem-cabeça.

Segundo o coreógrafo e diretor da companhia, Paulo Di Tarso, o objetivo é oferecer aos nortemineiros uma oportunidade de vivenciar uma experiência artística de qualidade e transformar locais de uso público em espaços de cultura. “Realizar uma apresentação de espetáculo de dança no Mercado Municipal é uma iniciativa que promoverá a democratização da cultura na região”, observa di Tarso.

Paulo di Tarso explica que o projeto prevê a consolidação do circuito cultural nortemineiro idealizado pela Ditarso Companhia de Dança em 2006 com o objetivo de tornar acessíveis à população da macrorregião bens artísticos gerados em Montes Claros. “O eixo principal é a realização de apresentações gratuitas de um espetáculo infanto-juvenil de dança em 06 cidades da região, cujo perfil revela uma carência de ações culturais, mais especificamente de artes cênicas. Além das apresentações, o projeto prevê a realização de oficinas de arte que possam contribuir com o desenvolvimento dos artistas e arte-educadores locais”, explica.

Nesta edição do projeto, a turnê inclui as cidades de Bocaiúva, Brasília de Minas, Capitão Enéas, Francisco Sá, Janaúba e Januária.

Parceria
Com o apoio do da Lei Estadual de Incentivo à Cultura/MG e do Programa BNB de Cultura, a Ditarso Companhia de Dança realizou, em 2006/2007, uma turnê por oito cidades do Norte de Minas apresentando gratuitamente o espetáculo infantil de dança “Pedro e o Lobo”.

As apresentações foram realizadas em um teatro italiano montado em praças públicas com todos os equipamentos necessários a espetáculos cênicos. Através da parceria com as secretarias municipais de educação e cultura das cidades contempladas, segundo Paulo, foi possível estruturar uma rede com todos os estabelecimentos de ensino fundamental do âmbito público e particular.

Os alunos desses estabelecimentos receberam estímulos na forma de informação e atividades que os prepararam para assistir ao espetáculo. As crianças, por sua vez, repassaram esse estímulo para familiares e vizinhos, ampliando a abrangência da comunicação. Como resposta a esta estratégia, 18 mil pessoas assistiram às apresentações realizadas pelo projeto.

Noitencantada
Os resultados dessa turnê incentivaram a elaboração de um novo projeto que, além de dar continuidade a este diálogo cultural, valorizasse aspectos culturais específicos da região. Desta forma, a Ditarso Companhia de Dança criou um novo espetáculo, também direcionado ao público infanto-juvenil intitulado “Noitencantada”.

"O roteiro do trabalho cênico nasceu de uma pesquisa bibliográfica realizada por um antropólogo sobre teoria antropológica e folclórica do Norte de Minas. Esta pesquisa nos aproximou de relatos coletados em 1912 pelo folclorista nortemineiro Manoel Ambrósio, e publicados em 1937 com o título 'Brasil Interior', formando um material simbólico que abrange os principais saberes e tradições da região de Januária, às margens do Rio São Francisco. Esses mitos e lendas que preenchem o imaginário do sertanejo nortemineiro compõem o principal argumento do novo espetáculo que, além dos códigos da dança, agrega outras linguagens cênicas e tecnologias", explica Paulo.

As apresentações do espetáculo serão realizadas nos ginásios poliesportivos, praças, rodoviárias e mercados das cidades, o que proporcionará maior acessibilidade ao público, revitalizando as parcerias firmadas com os estabelecimentos de ensino infantil e fundamental das cidades. "Dessa forma, além da distribuição de peças gráficas para os estudantes, as escolas parcerias poderão desenvolver atividades que resgatem as lendas e crendices da nossa cultura, possibilitando desdobramentos do projeto", completa Di Tarso.

Também serão realizadas oficinas para artistas e arte-educadores de algumas das cidades nos dias que antecedem as apresentações. Srgundo Paulo Di Tarso, o objetivo é a transferência de conhecimentos relacionados ao fazer artístico, seja ele no âmbito profissional ou amador.

“Acreditamos que este projeto terá um impacto maior que o anterior, uma vez que os vínculos necessários para sua execução já estão construídos. Além disso, essa turnê tem como diferencial a apresentação de um espetáculo baseado nas raízes culturais do público alvo, propondo assim um resgate da memória da região”, avalia Paulo.

Um comentário:

  1. Maravilha! Nós, moradores da Serra Geral, estamos sedentos por cultura.

    Danniel Olímpio
    www.verdelandiamg.com.br

    ResponderExcluir

É uma prazer receber sua visita. Obrigada pelo comentário.