sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Natal

Então é Natal

Finalmente, chegou o Natal esperado por todos: de mesa farta, da troca de presentes, da fantasia do Papai Noel que entusiasma crianças e adultos, das luzes e enfeites, dos sonhos de renovação, da expectativa de que o ano novo será melhor. Época em que as pessoas se revestem de esperança e sonhos e não poupam esforço para externar o desejo de boas festas e próspero ano novo através de criativos cartões.

Também é o Natal das compras. Não importa a dificuldade, todos encontram um jeito de comprar uma lembrancinha - ou roupas, sapatos, brinquedos, joias móveis e uma infinidade de outros objetos, muitos que nem serão usados. E o comércio se arma para garantir que todos os desejos possam ser atendidos.

É o Natal da vontade e da iniciativa de ajudar aos mais necessitados através de campanhas para arrecadar donativos – algumas delas, marketing disfarçado de solidariedade. Mas o que importa é fazer uma criança feliz, é ajudar uma família carente a ter uma refeição melhor neste dia.

Enfim, é Natal.

O que se espera é que todos os desejos expressos nos cartões possam se cumprir. Que as famílias se reúnam e reencontrem a harmonia, a união, e se fortaleçam.

Que as pessoas possam redescobrir o amor na simplicidade.

Que a generosidade seja sincera e, além do pão, as pessoas compartilhem a esperança de seguir adiante. Que a fé aqueça os corações e fortaleça o espírito.

Que a graça de Deus que fez o menino para estar em nosso meio renasça e permaneça no coração e na vida das pessoas.

Assim, realmente será Natal. Não só o esperado por todos, mas o verdadeiro Natal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

É uma prazer receber sua visita. Obrigada pelo comentário.