sexta-feira, 25 de março de 2011

Teatro

Atriz Fátima Ribeiro sobe ao palco do Centro Cultural e interpreta Vó Guilé, apresentando a 3ª idade no melhor estilo

O ator e diretor montes-clarense Haroldo Soares, que também é presidente da Aarted- Associação dos artistas de teatro e diversão apresenta na noite desta sexta-feira, no Centro Cultural Hermes de Paula, a peça Monólogo da Solidão, com texto de Amelina Chaves.

Amelina é escritora e poeta. Já publicou 15 livros. Monólogo da Solidão traz, segundo ela, reflexões sobre a solidão, questões habituais da 3ª idade, como improdutividade, limites e lutas.

Para fazer a vó Guilé, personagem do monólogo, foi convidada a atriz e cantora Fátima Ribeiro, integrante do grupo de serestas Cordas e Vocais.

Vó Guilé sabe o que quer, não tem mais os medos e insegurança da juventude. É animada e assume novos desafios. "Vamos mostrar um pouco mais sobre a 3ª idade. A Vó Guilé é uma mulher forte, guerreira, alegre", conta Fátima que estudou canto e violão popular no conservatório estadual de música Lorenzo Fernandez.

A atriz também faz parte da Cia do Sonho onde realizou dois espetáculos, o Folianus Catopé e O andarilho do São Francisco. "Recebi o convite de Amelina, fiquei muito feliz. O palco é tudo para mim! É contagiante", comemora Fátima.

A noite do meu bem
Durante a peça, o público vai ouvir A noite do Meu Bem, samba-canção composto (letra e música) por Adiléa da Silva Rocha, conhecida artisticamente como Dolores Duran.

A noite do Meu Bem é um primor de poema, cheio de feminilidade. Poucas vezes em nossas canções encontram-se imagens da beleza e originalidade de paz de criança dormindo, abandono de flores se abrindo, alegria de um barco voltando. A música foi lançada em 1959 por Dolores Duran, que não teve tempo de ver e desfrutar o sucesso que a canção atingiu, pois morreu no mês seguinte de seu lançamento.

Também não vão faltar no espetáculo de hoje, cantigas de roda, cantiga de ninar, entre outras surpresas. Para acompanhar a atriz foram convidados os músicos Márcio Frank no violão, Dalila Lopes na flauta transversa, Maria Luiza Ribeiro na flauta doce.

Com apresentação única, hoje, sexta-feira, 25, às 20h, no Centro Cultural. Os ingressos custam R$ 5,00. Informações pelo telefone (38) 32229-3456.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

É uma prazer receber sua visita. Obrigada pelo comentário.