quinta-feira, 21 de abril de 2011

Cinema Comentado

Filme argelino é a atração deste sábado



No sábado, dia 23/04, o CineSesc e o Cinema Comentado Cineclube exibem POVOADO NUMBER ONE (2006), dirigido por Rabah Ameur-Zaimèche. Mal saiu da prisão, Kamel é expulso da França para seu país de origem, a Argélia. Este exílio forçado, numa pequena aldeia entre as montanhas e o mar, o leva a observar com lucidez um país em plena transformação dividido entre o desejo de modernidade e o peso das tradições ancestrais.

O cineasta argelino nasceu em 1966 e mudou-se para a França, em 1968. Após estudar Ciências Sociais, dirigiu seu primeiro longa-metragem: “Wesh Wesh, o que Foi?” (2002), vencedor do prêmio New Cinema Fórum, no Festival de Berlim. POVOADO NUMBER ONE conquistou o Prêmio da Juventude, no Festival de Cannes 2006. Em 2008, “O Último Reduto” fecha a “trilogia argelina” do diretor.

Rabah Ameur constrói sua narrativa com as inquietações e estranhamentos do estrangeiro: No primeiro filme, retratava o cotidiano de um subúrbio parisiense, lotado de imigrantes africanos. Em POVOADO NUMBER ONE, mudança de continente: ele viaja para a Argélia, filmando a volta para o país de origem e o reencontro com suas raízes, com as quais já se sente um tanto desconectado – e usando uma câmera muito mais contemplativa, com vários planos longos e abertos. Em ambos os trabalhos, está presente um certo sentido de violência latente, uma agressividade que parece esperar abaixo da superfície para explodir a qualquer momento. Com “O Último Reduto”, o cineasta decide abordar o ambiente do trabalho, usando como universo (praticamente único do filme) os galpões de uma fábrica. E a tensão e os conflitos se acentuam.

Para Eduardo Valente, do site Cinética, a força do cinema de Ameur-Zaïmeche, vem da capacidade de capturar o impacto “de certos momentos, de certas trocas, que tornam seus personagens figuras cinematográficas de uma tamanha presença em cena que acabam se tornando humanos não por algum jogo simplista de ‘complexidade psicológica’, mas principalmente porque acreditamos nos seus momentos como corpos em ação. Um cineasta a se acompanhar com cuidado e prazer ao longo dos anos”. Classificação etária: 12 anos.

O Cinema Comentado Cineclube e o CineSesc acontecem todo sábado, a partir das 19h, no Salão de Convenções do Sesc-Pousada Montes Claros – Rua Viúva Francisco Ribeiro 199 (Ginásio do Sesc). As sessões são gratuitas, abertas a todos os interessados, e depois acontece um bate-papo com a platéia sobre o filme apresentado.
PRÓXIMAS ATRAÇÕES
30/04 - "Entre os Muros da Escola" (2008), dir: Laurent Cantet.









Nenhum comentário:

Postar um comentário

É uma prazer receber sua visita. Obrigada pelo comentário.