sexta-feira, 22 de julho de 2011

Empório do Sertão

CAA reabre espaço durante as Festas de Agosto


O Centro de Agricultura Alternativa do Norte de Minas (CAA-NM) vai realizar entre os dias 18 e 21 de agosto, dentro da Tradicional Festa dos Catopês, Marujos e Caboclinhos mais uma edição do Empório do Sertão. O entreposto ocupará a parte inferior do Solar dos Sertões, antigo Solar dos Oliveira, localizado na praça da matriz. O objetivo é constituir um espaço para comercialização dos produtos e promoção das culturas, saberes e sabores dos povos e comunidades tradicionais. Todo o recurso arrecadado durante o evento será destinado à continuidade do processo de restauração do Solar.

O cenário será de uma tradicional venda da roça. O balcão grande, com produtos secos e molhados, vindos das comunidades rurais do sertão norte - mineiro. Farinha, feijão, café, rapadura, cachaça, polpa de pequi, açúcar mascavo, doces, polpas de fruta são alguns deles. No quintal, serão servidos pratos da gastronomia regional ao som das apresentações culturais dos povos e comunidades tradicionais e de artistas regionais, que farão o diálogo cultural entre campo e cidade.

Para Braulino Caetano dos Santos, diretor geral do CAA-NM, esta festa será um marco, a primeira realizada no Solar dos Sertões. “É uma alegria fazer o Empório na nossa própria casa, a casa dos povos tradicionais do Norte de Minas, que sãos os protagonistas do CAA. Ainda tem muita coisa para fazer. Mas esperamos que com este evento, a gente consiga mais recursos e parceiros para dar continuidade às obras”, afirma.

Segundo Aparecido Alves de Souza, diretor presidente da Cooperativa Grande Sertão, entidade responsável pela articulação dos empreendimentos e cooperativas, a expectativa é de que 12 empreendimentos econômicos da agricultura familiar comercializem seus produtos no Empório. Ele ressalta ainda que o Empório será um braço comercial de promoção da culinária e dos produtos sertanejos, além de colaborar para o fortalecimento das economias dos povos e comunidades tradicionais.

A coordenadora de articulação do CAA-NM, Leninha Alves reforça que todos os recursos arrecadados serão direcionados para a segunda etapa de obras de restauração do Solar, que compreende a revisão estrutural do segundo pavimento, troca e revisão do telhado. “Precisamos de mais R$ 1,5 milhão” -, disse.

Em 2004 o CAA-NM e a Cooperativa Grande Sertão realizaram a primeira edição do Empório. Uma casa antiga acolheu os produtos e as manifestações culturais das comunidades tradicionais. Em 2005, os agricultores construíram no centro histórico de Montes Claros uma casa de enchimento, tecnologia tradicional utilizada nas casas da roça. Neste espaço, o Empório foi realizado durante as Festas de Agosto e se estendeu para outros eventos como Encontro Nacional dos Povos do Cerrado, Psiu Poético e Festa Nacional do Pequi.

Solar dos Sertões – O Solar foi construído em 1856 e habitado até abril de 2004. Em 28 de setembro de 1999, o Casarão foi tombado pelo Patrimônio Histórico do Município e regulamentado pelo Decreto 1761 de 28 de Setembro de 1999. Em 2006 foi adquirido pelo CAA-NM. O Solar dos Sertões, como passou a ser chamado, tem o objetivo de ser um espaço permanente de promoção dos produtos e das manifestações culturais dos Povos e Comunidades Tradicionais da região. Além do Empório do Sertão, o Solar abrigará centro de documentação e história oral, arena de shows, área administrativa e espaço de comercialização dos produtos e de promoção da culinária regional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

É uma prazer receber sua visita. Obrigada pelo comentário.