terça-feira, 27 de setembro de 2011

Cinema

5ª Mostra CineBH e Brasil CineMundi
29 de setembro a 4 de outubro Montesclarence Vânia Catani é homenageada da 5ª Mostra CineBH 

De 29 de setembro a 04 de outubro, Belo Horizonte sedia a 5ª Mostra CineBH – Mostra de Cinema de Belo Horizonte. Ao todo, serão exibidos 96 filmes – 37 longas, 7 médias e 52 curtas - nacionais e internacionais, distribuídos em 92 sessões, sendo 37 sessões cine-escola para educadores e estudantes da rede de ensino de Belo Horizonte.

Os filmes nacionais retratam a diversidade do cinema brasileiro contemporâneo e os internacionais são oriundos de países como França, Polônia, Alemanha, Itália, Espanha, Irã, Croácia, EUA, Uruguai, Chile, Peru, México, Moçambique, entre outros. Toda programação é gratuita e aberto ao público.  Fiel à tradição de trazer aos holofotes aqueles que ficam nos bastidores e normalmente são desconhecidos do grande público, a Mostra CineBH  homenageia nesta edição a Bananeira Filmes.

Com dez anos de atuação e comandada pela mineira Vânia Catani, a ´Bananeira´ se tornou referência ao produzir e viabilizar o cinema independente de qualidade feito no Brasil, abrindo espaço para estas produções no mercado internacional.  Nascida em Montes Claros, Catani vem de uma longa e importante carreira no audiovisual em Belo Horizonte, com atuação na televisão e no vídeo.

Foi idealizadora e produtora do Festival Internacional de Vídeo de Belo Horizonte - Fórum BHZ Vídeo, evento marcante para as artes visuais no país. Antes de partir para a carreira solo, integrou a equipe do filme “O Menino Maluquinho”, de Helvécio Ratton e produziu o projeto audiovisual de Pedro Bial em torno da obra de Guimarães Rosa, o longa “Outras Estórias”. 

“Ser homenageada em Belo Horizonte é um afago lindo e terno, sei que esta homenagem da CineBH é reconhecimento ao trabalho a que me dedico com seriedade e amor. Tudo isso não só me estimula a seguir como me dá a medida da minha responsabilidade. Estou muito grata e sobretudo, muito feliz”, diz Vânia Catani. 

A produtora surgiu no começo dos anos 2000, quando o mercado de cinema brasileiro sofria os reflexos do retrocesso que foi a década de 90 e os instrumentos de financiamento simplesmente não existiam. “Era uma negociação de balcão, tudo mudou nos últimos dez anos, o que permitiu que a Bananeira fosse criada, como pequena produtora, e se mantivesse até hoje”, conta Vânia Catani, ao relembrar a trajetória da empresa, que coincide com o avanço do mercado de cinema no país. 

"Os longas produzidos pela Bananeira Filmes refletem o espírito de Vânia Catani, uma produtora que consegue unir duas qualidades raras de se ver juntas: de um lado, a objetividade para viabilizar projetos muitas vezes difíceis; de outro, uma paixão inesgotável pelo cinema. Em dez anos, a Bananeira estabeleceu laços nacionais e internacionais e contribuiu para qualificar e diversificar o cinema brasileiro recente", analisa o colaborador da temática contemporânea da 5ª CineBH, Pedro Butcher. 

Da filmografia de 12 longas-metragens da Bananeira Filmes, serão exibidos quatro deles, como parte da homenagem, durante a Mostra de Belo Horizonte. “Narradores de Javé”, segundo longa de Eliane Caffé e o primeiro filme produzido pela homenageada, conquistou nada menos que 23 prêmios em sua carreira, entre eles o Melhor Filme no Festival de Cinéma des 3 Ameriques (Canadá),  no Festival Un Cine de Punta (Uruguai), no Festival de Bruxelas e Festival do Rio em 2003. 

A homenagem da CineBH põe em destaque ainda a parceria que a produtora Vânia Catani estabelece com os diretores e artistas com que trabalha, acompanhando com curiosidade e de maneira colaborativa cada realização, encontrando assim as brechas para o financiamento dos filmes e inserção nos circuitos internacionais de cinema. “Participar criativamente dos filmes é o que me dá energia para o trabalho da produção. Eu dou pitaco, interfiro, os diretores são meus parceiros. Gosto muito do que faço e não me vejo fazendo outra coisa”, afirma a homenageada. 

O longa-metragem O PALHAÇO, com direção de Selton Mello abre a programação da 5ª. CineBH, nesta quinta (29), às 20h30, no Cine Vila Rica, em Belo Horizonte. A Mostra Homenagem ainda traz OUTRAS ESTÓRIAS, de Pedro Bial (RJ, 1999); NARRADORES DE JAVÉ, de Eliane Caffè (RJ, 2003); A FESTA DA MENINA MORTA, de Matheus Nachtergaele (RJ, 2008) e PAÍS DO DESEJO, de Paulo Caldas (RJ,2011).

Consulte a programação completa em www.cinebh.com.br

O CINEMA PROJETA A CIDADE
A 5ª Mostra CineBH acontece em três espaços a serem instalados no bairro Santa Tereza, em Belo Horizonte,  a chamada Vila do Cinema,  além do Cine Humberto Mauro, tradicional espaço de exibição do circuito de arte de Belo Horizonte, e o Cine Sesc Palladium e o Instituto Inhotim. 

O evento integra o Cinema sem Fronteiras – programa internacional de audiovisual que reúne as mostras anuais que a Universo Produção realiza em Minas Gerais – Mostra de Cinema de Tiradentes [centrada na produção contemporânea, em janeiro], naCineOP [que difunde o audiovisual como patrimônio, em junho], em Ouro Preto e a Mostra CineBH [que contextualiza o mercado audiovisual, em outubro, na capital dos mineiros).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

É uma prazer receber sua visita. Obrigada pelo comentário.