terça-feira, 8 de julho de 2014

40ª Expomontes

De dar água na boca

O sabor da região e as comidas tradicionais de atrai visitantes da Feira



Pastel, arroz com pequi, feijão tropeiro, crepe... Humm... Esse texto já começou com palavras que abrem o apetite de muita gente que tem visitado a 40ª Expomontes. Dentro do Parque de Exposições João Alencar Athayde não falta opções para todas as pessoas. Desde a agricultura familiar até as comidas de feiras tem muito que saborear.

“A gente vem pra passear e sempre para pra comprar alguma coisa enquanto espera começar o show. Não tem como ficar sem experimentar o feijão tropeiro”, conta Silvia Aquino. Ela disse que pretende vir em mais dois shows e vai aproveitar para ir a muitas barracas. “Em alguns dias, eu escolho o beiju para começar, em outros vou de pastel”.

Nas partes de doces, também não faltam opções: doces cristalizados, crepe, churros... “É uma sobremesa para toda hora”, afirma Luis Cláudio Fernandes. Quem visita a Feira de Agricultura Familiar que funciona na Quadra Poliesportiva, encontra: beiju, paçoca, quibe, escondidinho, salgados feitos com carne de carneiro, doces em conserva... Muita coisa boa!

A vendedora Luiza Pereira trabalha em uma das barracas de bebidas da exposição. Segundo ela, o movimento não para até depois dos shows. “Na hora da saída, muita gente para e compra e vai até em casa bebendo”.

Paulo Roberto trabalha com um restaurante em uma área do Parque há mais de dez anos. “A comida típica da nossa região é sem dúvida a preferência da maioria. O arroz com pequi, feijão tropeiro e a carne de sol não podem fazer falta. Quem vem ao Parque está pensando em comer e divertir”, conta.

Com ele 16 pessoas trabalham durante todas as noites de Exposição e nos fins de semana o trabalho dobra. “Nos sábados, domingos e aniversário da cidade, o parque fica mais movimentado. Ai desde cedo tem gente procurando o que comer”, afirma.


Moacyr Basso, diretor financeiro da Rural, explica que a Praça de Alimentação é um dos pontos de geração de trabalho na Expomontes. “São gerados 1 empregos diretos e 3 mil indiretos nos 12 dias de evento. Bem para todo mundo, que ganha uma renda extra e bom para a Rural que pode prestar um ótimo serviço a comunidade”, encerra.

Fonte: Assessoria de Imprensa Sociedade Rural

Nenhum comentário:

Postar um comentário

É uma prazer receber sua visita. Obrigada pelo comentário.