terça-feira, 18 de agosto de 2015

Viagem Literária


Ministério da Cultura aprova projeto de professor da Unimontes



O escritor Osmar Pereira Oliva, professor do Departamento de Comunicação e Letras da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes), fará uma verdadeira viagem literária para apresentar sua criação e as obras de outros dois autores em bibliotecas públicas e universidades de Montes Claros e de mais duas cidades mineiras (Bocaiuva e Unaí) – além o município goiano de Posse.

Ele elaborou o projeto “Literatura Brasileira e Processos Criativos”, que foi aprovado pelo Ministério da Cultura e que será contemplado com uma bolsa de R$ 40 mil para o financiamento das ações. Conforme explica o autor, o projeto tem o propósito de levar a bibliotecas públicas e universidades as rodas de conversas sobre os processos criativos da sua própria autoria.

Além disso, serão promovidos colóquios e palestras sobre as obras de Osmar Oliva, de Carlos Drummond de Andrade e de Milton Hatoum (escritor contemporâneo, nascido em Manaus/AM). “O objetivo é realizar visitas que possibilitam a discussão sobre as obras literárias e o diálogo com o público leitor”, afirma Osmar Oliva, que coordena o Grupo de Pesquisa em Estudos Literários, da Universidade Estadual de Montes Claros.

As ações serão desenvolvidas em parceria com a Universidade Estadual de Goiás (UEG). A viagem literária será iniciada em outubro, com os trabalhos durante 12 meses, conforme cronograma do projeto aprovado junto ao Ministério da Cultura.

EXPERIÊNCIA – “A circulação de escritores em meio às comunidades leitoras não é muito frequente no Brasil e, geralmente, cria-se o mito do “autor inacessível”. Com experiência em ensino de Língua Portuguesa e de Literatura Brasileira, desde o ensino fundamental à pós-graduação, e como autor de dezenas de livros de literatura e de crítica literária, proponho-me levar às bibliotecas públicas e às universidades as oportunidades de leitura e discussão de textos literários”, comenta o escritor e professor Osmar Oliva.

Ele salienta que a ideia é possibilitar ao público participante a reflexão crítica sobre os processos criativos, a partir da recuperação de elementos da memória individual ou coletiva dos autores analisados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

É uma prazer receber sua visita. Obrigada pelo comentário.