terça-feira, 25 de maio de 2010

Projeto Tim ArtEducação 2010

Arte e educação por um mundo mais justo
Projeto Tim ArtEducação, que acontece há nove anos em Montes Claros, proporciona a crianças e adolescentes um novo parâmetro para sonhar


Educação é coisa séria. Arte também. É com esse pensamento, expresso em seus gestos e trejeitos, e a firmeza de quem tem consciência de estar no caminho certo, que 200 crianças e adolescentes participantes das oficinas culturais do projeto Tim ArtEducação sobem ao palco do Centro Cultural Hermes de Paula, em Montes Claros, para apresentar ao público o espetáculo musical “Identidades”.

Na noite de segunda-feira, 24 de maio, mais uma vez, o auditório Cândido Canela ficou pequeno para receber as crianças e adolescentes do projeto que acontece na cidade há nove anos e que, a cada ano, mostra a capacidade que essas crianças têm de reinventar sua própria história. “Entendemos que educar através da arte é preparar para exercer a paz. Com o projeto, estamos conseguindo unir cultura, arte e educação em prol da cidadania. Em Montes Claros, há, ainda, certa peculiaridade porque a cultura popular é muito forte”, observa Marcelo Andrade de Souza, idealizador e coordenador do projeto.

No espetáculo, as crianças dançam, tocam, cantam, encantam. Mostram, sem titubear, o resultado das oficinas que frequentam ao longo do ano, onde aprendem não só a desempenhar seu papel artístico, mas encontram o verdadeiro sentido da cidadania, onde seus direitos e sonhos são resguardados. “É incrível como me sinto quando falo ao público. Antes, era tímida, agora, solto a voz e conto minhas histórias sem medo. Sinto que posso ir muito além”, conta Carliane Francisca, 15 anos, que abriu a programação da noite contado a história “As botas de Caram”, arrebatando o riso e o aplauso do público.
A oficina de contação de histórias é uma novidade incorporada, neste ano, ao projeto que já contava com oficinas de musicalização, teatro e dança. “A ideia da contação de histórias é despertar nas crianças o interesse pela leitura. Trabalhamos o tempo inteiro com a leitura crítica e a capacidade de se expressar, e o livro é fundamental nesse processo”, justifica Virgínia bittencourt Moura, coordenadora executiva do projeto.

As oficinas são realizadas no período contrário ao das aulas regulares. Neste ano, o projeto reuniu crianças e adolescentes dos CAIC Américo Souto (Renascença) e Antônio dos Santos (Maracanã), da escola estadual Maria da Conceição Rodrigues Avelar, escola municipal Crisantino Borém e centro de convívio Eloim Lopes, além das escolas atendidas indiretamente pelo projeto, através das oficinas realizadas no SESC, durante todo o ano.

O projeto


Promovido pela empresa de telefonia Tim em doze cidades de Minas Gerais e quinze da Bahia, o TIM ArtEducAção foi idealizado pelo ex-professor de matemática, diretor de teatro e produtor cultural Marcelo Soares de Andrade. Desenvolvido no Centro Experimental de Viçosa, seu objetivo já era oferecer aos alunos da rede pública de ensino oficinas artístico-pedagógicas nas linguagens de teatro, dança, artes plásticas, literatura, música e folclore. Em 2001, o Programa foi adotado pela TIM que, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, possibilitou sua ampliação para diversas cidades do interior de Minas e, depois, da Bahia.

Em Montes Claros, o programa é realizado há nove anos e, segundo Marcelo Andrade, “busca proporcionar, por meio do contato com a arte, novas perspectivas de vida para estudantes da rede pública de ensino”.

A Tim é responsável pela infra-estrutura, fornecendo material pedagógico e instrutores, e a secretaria municipal de Cultura pela realização e orientação, além do espaço físico para os ensaios. O projeto conta, ainda, com parceria do SESC Montes Claros. “A cidade valoriza muito essa parceria. É um projeto diferenciado e merece uma atenção ampla e profunda, que coloquemos muito mais alma para que continue mudando a história de crianças e adolescentes, principalmente dos bairros mais carentes”, avalia o secretário municipal de Cultura, Ildeu Braúna.

O espetáculo
Com o tema “Identidades”, o espetáculo é apresentado sob duas óticas: uma que se refere às especificidades que compõem as culturas brasileira e regional; e a outra que valoriza elementos inerentes à personalidade dos alunos, construída a partir da vivência de cada um. “No palco, meninos e meninas representam uma história real, da qual são protagonistas”, ressalta Claitom Kerly Nunes, diretor da mostra artística e professor de teatro do TIM ArtEducAção.

De acordo com o diretor, o espetáculo é composto por 13 quadros, sendo os de teatro baseados em textos de autores brasileiros que tratam da construção da identidade, regional ou brasileira. “O destaque é a adaptação da música ‘Mágoa de Boiadeiro’, de Nono Basílio e Índio Vago, que conta a história da formação de Montes Claros, depois da chegada dos tropeiros na região”, explica Claitom.

Já a dança faz uma retrospectiva de coreografias apresentadas entre 2006 e 2008, com músicas de cantores como Chico Buarque, Milton Nascimento e Godofredo Guedes.

A coreografia da dança é da bailarina e coreógrafa Adriana Camargo, que utilizou figurinos do guarda-roupa do Balé de Câmara confeccionados para os projetos “Último Choro”, Catopê” e “Quebra Nozes”. O cenário e concepção de figurinos é de Claitom Kerly Nunes e Marlene Amélia; produção musical e regência de oficina de música, de Warley Mascarenhas; concepção e iluminação, de Claitom Kerly Nunes e sonorização da equipe do Centro Cultural Hermes de Paula.

Antes da apresentação do espetáculo, os alunos das oficinas de contação de história recepcionaram o público na galeria Godofredo Guedes com histórias que tiveram o cenário montesclarense como plano de fundo. “Este ano preparamos uma linda festa e os meninos se dedicaram ao máximo para que o resultado fosse satisfatório”, observa Leylianne Souto Rocha, articuladora do TIM ArtEducAção em Montes Claros.

Um comentário:

  1. Eu sou o baixinho ali
    Fui o REI

    Foi o massimo esse ano tb apresentei de novo,só que foi dança...

    E-mail para contato: mckalebe@gmail.com

    ResponderExcluir

É uma prazer receber sua visita. Obrigada pelo comentário.