quinta-feira, 9 de abril de 2015

Comida di Buteco

Começa a temporada de bar em bar

Comida di Buteco, maior concurso de cozinha de raiz,  começa nesta sexta e vai até dia 3 de maio. A novidade são as frutas na mesa dos botecos


A partir desta sexta-feira, 10, Montes Claros recebe o Concurso Comida di Buteco, que este ano traz como tem frutas como tema.

Este ano, 15 botecos estão na disputa: Bar do Alan, Bar do Baixinho, Bar do Mangueira, Bar do Muci,  Bar dos Amigos, Empório Canadá, Jurumas Bar, Pampulhas Sport Bar, Pettiscus Bar, Quintal Avenida, Rancho Mineiro, Sabor Mineiro, SerTão, Thom Bar e Universo do Beiju.

Criado em 2000, com a missão de transformar vidas por meio da cozinha de raiz – Boteco Extensão de Sua Casa –, o Comida di Buteco torna-se nacional, chegando a todas as regiões do Brasil e traz as frutas para a mesa dos botecos. São 11 estados e o Distrito Federal, somando 20 cidades, 500 botecos e muita história pra contar.
Em sua nona edição em Montes Claros (as outras foram em 2005, 2006, 2007, 2010, 2011, 2012, 2013 e 2014), o Comida di Buteco já consagrou quatro botecos. O Bar Cantina do Léo por quatro vezes (2005, 2006, 2010 e 2011), o Thom Bar em duas edições (2012 e 2014), o Bar da Tia Dalva (2013) e o Bar do Divino (2007).

O concurso, pioneiro nesse segmento, ao chegar a todas as regiões do Brasil, se consolida como o maior do gênero no país. São 20 cidades participantes: Belém/PA; Manaus/AM; São Paulo/SP; Campinas/SP, Ribeirão Preto/SP, São José do Rio Preto/SP, Rio de Janeiro/RJ; Belo Horizonte/MG, Uberlândia/MG, Montes Claros/MG, Juiz de Fora/MG, Poços de Caldas/MG, Timóteo/MG, Coronel Fabriciano/MG, Ipatinga/MG; Goiânia/GO; Brasília/DF; Curitiba/PR; Porto Alegres/RS; Fortaleza/CE; Salvador/BA e Recife/PE.

FRUTAS

Desde 2007 o Concurso Comida di Buteco, em algumas edições, traz ingredientes ou temáticas para os cardápios. Para 2015, escolhemos as frutas, por fazer parte do cardápio de todo brasileiro. O Brasil tem mais de 300 espécies frutíferas, o que com certeza vai despertar a criatividade e a versatilidade dos cozinheiros. Trata-se de um tema com amplitude nacional e que também tem uma rica abordagem regional.
O coordenador regional do Comida Di Buteco, Gustavo Coutinho, explica que esse tema foi escolhido para desafiar ainda mais a criatividade dos participantes. “As frutas estão presentes em nossa alimentação e por que não incluí-las ao concurso? Muitos botecos já fazem tiragosto usando frutas. Nossa proposta é justamente aguçar a criatividade dos donos dos botecos. A ideia é usar qualquer fruta, já que temos um vasto leque de opções. No prato concorrente, a fruta não precisa ser a protagonista. Podem participar até mesmo como decoração, desde que seja comestível”, explica Coutinho.


CONFIRA OS BOTECOS  PARTICIPANTES


Bar do Alan – Frango Acompanhado (Frango a passarinho com fatias de Abacaxi).
Avenida Brasília, 1495, Maracanã. Terça a Sábado, das 17h à 0h e domingo, das 12h às 22h.

Bar do Baixinho – Lombo Surpresa (Lombo Recheado com queijo coalho e Bacon, servido com molho barbecue). Rua Tupis, 228, Melo.  Segunda a sexta, da 17h às 23h30min.
Bar do Mangueira – Delícias de Boteco (Mix de iscas de carne: peixe, boi e porco) servido com geleia de manga picante. Rua João Souto, 826, Centro. Segunda a sábado, das 18h à 0h.

Bar do Muci – A bacaxiscas de Lombo a La Muci (Iscas de lombo marinadas no limão e abacaxi grelhado). Rua Raul Corrêa, 470, Funcionários. Segunda a sexta, das 17h à 0h30min, sábado das 17h às 2h e domingo das 17h às 0h30.

Bar dos Amigos – Filé Carmen Miranda (Contrafilé com abacaxi à milanesa, acompanhado de farofa de banana com bacon, calabresa e vinagrete com maçã). Rua Juca Macedo, 418, Funcionários. Segunda a sexta, das 18h à 0h e sábado, das 12h às 18h.

Empório Canadá – Arrumadinho do Sertão (Camadas de purê de mandioca com batata baroa, carne de sol, bacon, lascas de pequi e raspas de limão). Rua Santa Maria, 722, Todos os Santos. Segunda a sábado, das 18h à 0h.

Jurumas Bar – Grelhado à Nonesca (Filé de frango com creme de abacaxi). Rua Palmeiras, 574, Maracanã. Terça a domingo, das 17h30min às 23h30min.

Pampulhas Sport Bar – Carne de Sol Tropical (Carne de sol com abacaxi e manga, acompanhada de banana frita: tipo chips e molho barbecue). Avenida Francisco Peres, 344, Interlagos. Segunda, quarta, quinta e sexta, das 17h às 0h; sábado das 16h à 0h e domingo, das 12h às 22h.

Pettiscus Bar – Filé de frango ao molho de maracujá (File de frango grelhado ao molho de maracujá, acompanhado de fritas e anéis de cebola à milanesa). Avenida Castelar Prates, 856, Augusta Mota. Terça a domingo, das 18h à 0h.

Quintal Avenida – Desafio com o Cerrado (Porção com três tipos de bolinhos especiais de mandioca: carne, queijo, bacalhau com fatias de pequi, acompanhado com molho especial). Avenida Deputado Esteves Rodrigues, 418, centro. Segunda a sexta, das 11h às 15h e de terça a sábado, das 18h às 3h.

Rancho Mineiro – Costelinha fina (Costelinha com banana à milanesa). Rua Professor Monteiro Fonseca, 236, Vila Brasília. Terça a sexta, das 18h à 0h e sábado e domingo, das 10h à 0h.

Sabor Mineiro – Lombo à Capote (Lombo caramelizado, acompanhado de purê de batata doce e banana enrolada no presunto e muçarela ao molho de goiabada). Rua Itambé, 311, Sumaré. Segunda a sexta, das 17h à 1h30min. Sábado, das 10h30min à 0h e domingo, das 10h30min às 15h e 17h à 0h30min.

SerTão – Lombo do SerTão (Fartos pedaços de lombo de porco, preparados com tempero especial do SerTão, enrolados em bacon e servidos com molho de abacaxi e hortelã. Para acompanhar, farofa de banana). Avenida Nice, 41, loja 01, Ibituruna. Segunda a sexta das 17h30min às 23h e sábado, das 11h às 23h.

Thom Bar – Tocão arretado com sabor do pecado (Ponta de pernil defumado com farofa de feijão verde e banana; banana chips, surpresa de abacaxi e maçã verde temperada). Rua Humaitá, 50, Santa Rita. Terça a sexta, das 18h à 0h e sábado, das 10h às 18h.

Universo do Beiju – Rabanela: Rabada de Panela (Rabada com mandioca e milho verde fatiada com rodelas de banana flambadas e pirão picante). Av. Doutor Luiz de Almeida, 499, Vila Guilhermina. Segunda a sábado, das 18h à 0h.

Fotos: Iara Veloso 









quarta-feira, 1 de abril de 2015

Festa do Veio Feio


Festa folclórica agita Nova Esperança na madrugada de Sábado de Aleluia



Faça um programa diferente no feriado de Sexta-Feira da Paixão. A dica é a “Festa do Veio Feio”, uma tradição centenária do distrito de Nova Esperança, a 18 quilômetros do centro de Montes Claros.

Apesar de o evento acontecer há mais de um século, inspirado em festejos populares da Bahia, ainda tem quem não conhece (e não sabe o que está perdendo). Começa à meia noite e vara a madrugada do Sábado de Aleluia, movimentando as ruas do distrito.

Considerada uma espécie de malhação de Judas Escariotes, a festa é uma tradição de mais de 100 anos que chama atenção pelas figuras fantasiadas e com máscaras dantescas, como que saídas de um pesadelo. São cerca de 100 protagonistas trajando fantasias e carrancas terríveis, que saem pelas ruas amedrontando os incautos só de olhar.

Trazem nas mãos uma espécie de cipó entrelaçado, que utilizam para se "defender" dos malfeitores, as pessoas que zombam chamando-os de ‘veios feios’, ou daqueles que tentam bulir neles. Nesses casos as cipoadas nas pernas são certeiras. Quem já passou pela experiência diz que não dói nada; outros não querem saber de repetição das cipoadas. Na dúvida sobre a força com que os cipós são utilizados, é melhor não arriscar. É ficar calado, só vendo os ‘veios feios’ passar.

A festa é divertidíssima e até de dar medo em quem não a conhece. Porém, prova de que tudo é apenas brincadeira, é que as crianças, maravilhadas, pedem aos ‘veios feios’ para tirarem fotos com elas o tempo todo.

TRADIÇÃO
De acordo com Djalma dos Santos, o organizador, a festa reúne cerca de quatro mil pessoas por ano. "Essa tradição existe há mais de 100 anos. Já tem 20 anos que organizo a brincadeira, que foi trazida pelo meu pai da Bahia com o objetivo de proporcionar alegria a todos e trazer benefícios para nossa comunidade. É preciso que todos saibam brincar, para amanhã e depois ter bons comentários e virem mais turistas”, destaca.


A regra é a seguinte: "Quem ‘bulir’ com os ‘veios feios’ leva cipoada. Então, a brincadeira consiste em provocar e escapar dos ‘veios feios’, explica Santos. A festa tem início à meia noite e se estende até o fim da madrugada de Sábado de Aleluia, com as pessoas seguindo os ‘veios feios’ em suas andanças pelas ruas".