quarta-feira, 31 de março de 2010

Deborah Rosa no Terraço

A coluna Gente & Ideias, do Jornal O Norte de Minas, promoverá no dia 15 de abril, quinta-feira, um sensacional encontro musical no Restaurante Terraço, em Montes Claros.

No palco, a talentosa Deborah Rosa, a única cantora mineira selecionada para o Live Earth, em São Paulo, projeto dirigido por Bellô Velloso, sobrinha de Caetano Veloso.

Deborah tem razões de sobra para comemorar mais esta vitória. Com garra e dedicação, escreve com força e de forma definitiva seu nome na história da Música Mineira. O sucesso tem sido uma marca constante em seu trabalho.

Informações pelos telefones:  (38) 3084-3878 e 9193-2123.

Serviço:

Show Deborah Rosa
Produção: Drikka Queiroz
Data: 15 de abril, quinta-feira.
Horário: 20h30m.
Local: Restaurante Terraço.
Convites e reservas: (38) 3084-3878 e 9193-2123
Duração espetáculo: Aproximadamente 1h30

Páscoa: Inove no cardápio

Nada melhor para revelar a cultura de um povo que sua comida. Na comemoração da Páscoa, receitas com bacalhau são as mais pedidas. Uma dica para inovar no menu sem perder a tradição, é preparar o bacalhau de um jeito novo e criativo. Confira a receita no nosso blog e bom apetite nesta Páscoa!


Bacalhau a Gomes de Sá
Esta é a verdadeira receita do bacalhau à Gomes de Sá, tal como a criou o seu inventor, que foi comerciante de bacalhau na cidade do Porto.

Ingredientes:
- 600g de Bacalhau Desfiado em Lascas Dessalgado (ou 500g de Bacalhau Desfiado em Lascas Salgado e Seco);
- 500g de batatas;
- 1 1/2 xícaras (chá) de azeite extra-virgem;
- 1 dente de alho;
- 2 cebolas;
- 2 ovos cozidos;
- azeitonas pretas portuguesas;
- salsa;
- 5 xícaras (chá) de leite;
- sal e pimenta.

Modo de preparo:
(Se o bacalhau é salgado e seco, deve antes ser dessalgado conforme as instruções). Cozinhe as lascas de bacalhau em fogo brando por 5 minutos, sem deixar ferver. Tampe e abafe o recipiente e deixe ficar assim durante 20 minutos. Depois, escorra bem e coloque as lascas num recipiente fundo, cubra com leite bem quente e deixe ficar em infusão de 1h30 a 3h. Corte as cebolas e o dente de alho e doure-os com azeite.

Junte as batatas, cozidas com a pele que depois foi retirada, cortadas em rodelas. Junte o bacalhau. Mexa tudo ligeiramente, mas sem deixar refogar. Tempere com sal e pimenta. Deite imediatamente num tabuleiro de barro e leve ao forno bem quente durante 10 minutos. Sirva no prato em que foi ao forno, polvilhado com salsa picada e enfeitar com rodelas de ovo cozido e azeitonas pretas.


Arroz de bacalhau com batata

Bacalhau cortado aos bocados pequenos, feito no tacho com cebola, alho, tomate, pimento, azeite, arroz e batata.

Ingredientes:
- 4 postas de bacalhau;
- 150 g de arroz ;
- 600 g cd batatas;
- 1 dl de azeite;
- 2 cebolas 2;
- 2 dentes de alho;
- 1 pimentão vermelho pequeno;
- 2 tomates maduros;
- 1 folha de louro
- salsa;
- sal;
- pimenta.

Modo de preparo
Corte o bacalhau em bocados pequenos e tire-lhes o máximo de espinhas. Descasque e pique as cebolas e os alhos. Tire a pele e sementes ao tomate e corte-os em bocados. Corte o pimentão às tiras. Escolha e lave a salsa. Refogue no azeite a cebola e os alhos e, quando começar dourar, junte o tomate e o pimentão, envolva bem e deixe refogar mais um pouco. Entretanto, descasque as batatas e corte-as aos cubos.

Junte meio litro de água a ferver, ao refogado, o louro, a salsa, e tempere com sal e pimenta. Adicione as batatas e deixe cozer durante 10 minutos. Ao final, deite o arroz e o bacalhau e envolva tudo. Quando ferver novamente, prove, coloque o sal e deixe cozer em fogo brando mais 10 minutos. Apague o fogo e tape o tacho. Espere 5 minutos e sirva logo.

Expresso Sertão III

Caravana visita cidades do
Norte de Minas


O grupo de teatro Fibra se prepara para a terceira turnê do projeto cultural Expresso Sertão. Patrocinado pela Transnorte, através da Lei Estadual de Incentivo a Cultura, a caravana visitará as cidades de São Romão, Taiobeiras e Bocaiuva.

O grupo apresentará os espetáculos Brincando de Brincar e Vem ver Boi. O primeiro conta com a concepção e direção geral de Terezinha Lígia; a direção musical é feita por Amauri Tibo, os músicos da peça são Amauri Tibo, Rafael Milo e Rops Malungo; e a atuação fica por conta de Gilberto Cardoso, Juliana Vieira, Ellen Rocha, Lucilio Gomes e também de Terezinha Lígia.

Já a peça Vem ver Boi é direcionada para o público adulto e tem como diretor Lucilio Gomes, a dramaturgia é de Terezinha Lígia, direção musical de Amauri Tibo e no palco estão os atores Terezinha Lígia, Gilberto Cardoso, Amauri Tibo e Lucílio Gomes. Nesta peça a sonoplastia é feita por Rops Malungo.

O objetivo central do projeto continua sendo levar cultura a população do norte de Minas e oficinas de capacitação, dando oportunidade a todos de ter acesso a apresentações de alto nível e a capacitação de pessoas que possam dar continuidade aos trabalhos artísticos.

Para a coordenadora geral do projeto, Terezinha Lígia, o trabalho do grupo se consolida cada dia mais. “A captação do recurso para executar mais esta turnê é o reconhecimento do trabalho de 30 anos do grupo. Em cada cidade, em cada apresentação, em cada oficina temos a certeza de que vale a pena acreditar neste projeto que é o Fibra”, afirma Lígia.
O grupo já aprovou a quarta edição do Expresso Sertão, que está em processo de captação e deverá ser executado ano que vem.

Primeira parada: São Romão
A primeira cidade a receber as apresentações da caravana cultural é São Romão. As apresentações gratuitas estão marcadas para os dias 17 e 18 de abril.

Na cidade também será realizada oficina de percussão para 25 alunos. O coordenador será o músico Rops Malungo.

sábado, 27 de março de 2010

Parangolivro - Aroldo Pereira

O poeta e escritor Aroldo Pereira leva seus versos para as terras nordestinas

Nesta semana, o agitador cultural montesclarense faz recitais com poemas do Parangolivro, em Fortaleza.

"PARANGOLIVRO" é uma coletânea de poemas que abordam questões contemporâneas, especialmente aquelas relativas a comportamentos, tensões culturais, existenciais e poéticas.

O livro resgata e intensifica o diálogo com uma vertente fundamental das artes plásticas da segunda metade do século passado, representada por Hélio Oiticica e Raimundo Colares. O primeiro, o inventor dos penetráveis, usáveis, ninhos e dos capotes chamados "parangolés". O outro, artista inquieto, que criou os gibis, inspirados em Mondrian e também explorou a iconografia urbana com os ônibus em movimento e trabalhou com chapas recortadas em diálogo com o minimalismo da literatura pop. O terceiro a compor essa trindade é o piauiense Torquato Neto, base literária e um dos detonadores do movimento Tropicália..

Aroldo Pereira é poeta, ator, compositor, agitador cultural. Publicou, em pequenas tiragens, "Canto de encantar serpente", "Azul geral", "Haikai quem quer" e "Doces pérolas púrpuras", na década de 80, e "Cinema Bumerangue" (Edições Cuatira – 1997).

Natural de Coração de Jesus/MG, Aroldo reside em Montes Claros /MG, onde idealizou e é o curador, há vinte e dois anos consecutivos, do Salão Nacional de Poesia Psiu Poético, através da Secretaria Municipal de Cultura.

Semana Santa

Paróquia São Norberto inicia programação neste domingo

Começa domingo, 28, a programação religiosa da semana santa, preparada pela Paróquia São Norberto, de Montes Claros. Os fiéis vão se encontrar às 18 horas em frente à prefeitura municipal para a Bênção de Ramos.

Logo em seguida, haverá procissão até a igreja localizada no bairro Sagrada Família, onde acontecerá, às 19 horas, celebração eucarística com o tema “Economia e vida”.

Segunda-feira, no mesmo horário, o tema será “Entre nós está e não o conhecemos”. Na terça, dia 30, está prevista celebração de reconciliação (confissão comunitária), quando os católicos refletirão sobre “Quaresma, apelo à conversão”.

Quarta-feira, a paróquia envia discípulos missionários para evangelização nas comunidades rurais com o tema “Economia a serviço da vida”. Quinta-feira, 1º de abril, haverá a cerimônia de instituição da Eucaristia e Lava-pés, com traslado do Santíssimo Sacramento e Procissão, da igreja até o Vale do Premontrê, e adoração. O tema será “Também vós deveis lavar os pés uns dos outros”.

Na sexta-feira da Paixão, uma via sacra sairá às 14 horas do hospital universitário Clemente de Faria percorrendo várias ruas dos bairros adjacentes. Cerca de 60 jovens das pastorais catequética e litúrgica encenarão passagens bíblicas. A celebração da Paixão de Cristo começa às 17h30 e a adoração da Santa Cruz às 18h30. O tema neste dia será “Mãe, eis aí o teu filho. Filho, eis aí a tua mãe”.

No sábado, dia 3, está prevista Vigília Pascal às 20 horas, com solene celebração eucarística sobre “Ele não está aqui: ressuscitou!”.

Finalmente, no Domingo de Páscoa, a programação da semana santa se encerra com celebrações de ressurreição às 9h da manhã e às 19 horas na Paróquia São Norberto.

terça-feira, 23 de março de 2010

Ednardo - Pavão Mysteriozo

O disco Ednardo - O Romance do Pavão Mysteriozo, gravado originalmente em 1974 pela RCA, é relançado em CD, neste mês, pela Sony Music. A masterização do original do LP de 1974 para o CD foi feita por Charles Gavin (ex-baterista dos Titãs), também responsável pela reedição do disco.

O CD traz as obras emblemáticas inaugurais de Ednardo, que faz de seu primeiro disco solo um painel no cordel urbano e humano, com 12 faixas de m00000,0úsicas e letras atualíssimas e arranjos primorosos, junto com vários parceiros como Augusto Pontes, Fausto Nilo, Brandão, Tânia Cabral.


Músicas:
Carneiro (Ednardo e Augusto Pontes), Avião de Papel (Ednardo), Mais um Frevinho Danado (Ednardo), Ausência (Ednardo), Varal (Ednardo e Tânia Cabral), Dorothy L'Amour (Petrúcio Maia e Fausto Nilo), Desembarque (Ednardo), Trem do Interior (Ednardo e Fausto Nilo), Alazão - Clarões (Ednardo e Brandão), A Palo Seco (Belchior), Aguagrande (Ednardo e Augusto Pontes), Pavão Mysteriozo (Ednardo).

Fabiana Lima e Bruno Andrade

Dupla comemora onze anos de uma parceria marcada pela força poética da música afro-mineira

Se houvesse uma palavra que pudesse resumir o trabalho do duo Fabiana Lima e Bruno Andrade, esta certamente seria persistência. Na verdade, seriam necessárias duas palavras: persistência e talento.

Juntos há onze anos, os jovens músicos são genuínos representantes da cultura popular, com um repertório que faz um fusion de elementos das culturas africana e brasileira.

Além de cantora, compositora e percussionista, Fabiana Lima também toca flauta transversal. No palco, a cantora fascina a platéia e domina a cena como ninguém, sempre acompanhada do fiel parceiro Bruno Andrade, que dedilha com maestria o violão de sete cordas e a acompanha nos vocais. Por onde passa, a dupla leva a platéia ao delírio.

Depois de lançar três CD’s e participar por quatro anos do projeto Conexão Vivo de música, o trabalho da dupla recebeu um novo fôlego com a aprovação do projeto Caravana Cultural do Cerrado no Programa BNB de Cultura 2010. “Nesse projeto comemoramos 11 anos de carreira e trazemos os conhecimentos sobre as manifestações culturais do Norte de Minas que adquirimos nesse período”, explica Fabiana.

Com o Caravana Cultural do Cerrado, Bruno e Fabiana farão um circuito de shows e oficinas nas cidades de Bocaiúva, Brasília de Minas, Mirabela e Francisco Sá, com acesso totalmente gratuito. “O projeto irá trabalhar a formação de público através de show musical voltado para este segmento. Nas oficinas ensinaremos as crianças a fabricar e tocar instrumentos de percussão a partir de materiais recicláveis”, conta Fabiana.

Segundo a cantora, no projeto serão utilizados elementos culturais das manifestações norte-mineiras, como a folia de reis e o congado, características das cidades que fazem parte do circuito. “A proposta é despertar o interesse dos jovens para sua própria identidade cultural. Os oficinandos serão crianças na faixa etária de cinco a dez anos, que também farão parte do show, onde serão apresentados os resultados da oficina”, ressalta a cantora.

Produção Musical

No CD Marambaia (2005), a dupla faz um registro sonoro do show Marambaia, espetáculo musical firmado nas manifestações tradicionais populares. “Com esse espetáculo percorremos várias cidades mineiras durante cinco anos”, lembra Bruno. O espetáculo foi viabilizado pela Lei Estadual de Incentivo à Cultura, através do projeto Conexão Telemig Celular, se destacando no cenário cultural mineiro pela expressão cênica e trabalho autoral.

Em Tambores Nus (2007), a dupla continua a pesquisa iniciada no primeiro CD, explorando uma nova vertente, ainda não experimentada: o samba. “Dois segmentos, samba e congado, ambos vindos do mesmo berço africano, juntos no mesmo CD. Foi uma experiência incrível”, observa Fabiana.

Desde 2008, entre espetáculos e oficinas, a dupla vem desenvolvendo diversos projetos no Paraná e produziu o CD “Vinte canções desesperadas e um poema de amor”, fruto da parceria com o poeta paranaense Luiz Zanotti. O CD foi lançado no Teatro Paiol, em Curitiba, seguindo em turnê por Minas Gerais.

Outro projeto da dupla é o grupo Trinca de Ás, com Hélio Carneiro na percussão, dedicado ao samba de raiz e choro instrumental. “Neste ano também vamos participar do Ponto de Cultura, do Ministério da Cultura, com oficinas de lutheria voltados para formação cultural. As oficinas serão realizadas na cidade de Chapada Gaúcha”, completa Bruno.
 
Aprendizado
Com o cuidado de levar uma produção musical que faça jus à identidade mineira, Fabiana Lima e Bruno Andrade dizem que passam a maior parte de seu tempo estudando, pesquisando sobre a história da formação cultural do povo norte-mineiro e, na medida do possível, tentam transferir o aprendizado para o palco, de forma que possam aproximar o público um pouco mais de sua própria história. “Nosso trabalho é uma homenagem ao povo brasileiro”, resume Fabiana.

sábado, 13 de março de 2010

VIII Troféu Bola Cheia

Prêmio homenageia os melhores do
esporte regional

Os destaques esportivos de Montes Claros e do Norte de Minas em 2009, entre dirigentes, atletas, técnicos e empresários, serão homenageados nesta segunda-feira (15), na entrega do 8º Troféu Bola Cheia/Unimontes – Prêmio Marcelino Paz do Nascimento.

A solenidade será realizada no Automóvel Clube, às 20 horas, com a participação do reitor da Universidade Estadual de Montes Claros, professor Paulo César Gonçalves de Almeida, e do idealizador do troféu, desportista Denarte D’Ávila, bem como de autoridades locais e regionais e convidados.

"Além de reconhecer o valor de uma conquista, desde o jovem iniciante ao profissional consagrado, o Troféu Bola Cheia/Unimontes enaltece o mérito do esporte para a cultura regional e, o mais importante, como instrumento de inclusão social”, observa o reitor da Unimontes, professor Paulo César de Almeida.

Para o idealizador do prêmio, Denarte D’Ávila, que também atuou como jogador nos dois principais clubes de Montes Claros (Ateneu e Cassimiro), mais importante do que valorizar os verdadeiros protagonistas do esporte, é estimular as futuras gerações de atletas. “O apoio inestimável da Unimontes, como exímio exemplo de uma sociedade participativa, é a grande referência que temos para aplicar o esporte como agente na melhoria da qualidade de vida”, analisa Denarte.


PREMIADOS
Assim como nas edições anteriores, serão agraciados os destaques individuais e coletivos de cada modalidade em competições oficiais no município, Estado e no País, como exemplo a atleta Renata Furlletti, vice-campeã sul-americana sub-15 de Squash, a dupla Douglas e Sílvio, campeã de peteca nos Jogos do Interior de Minas (JIMI), e o time de vôlei do Montes Claros/Funadem, campeão mineiro e do desafio Globominas em 2009, além de ser o primeiro clube do Centro-Norte de Minas na disputa de uma Superliga Nacional.

A lista oficial reúne 57 nomes (a partir dos atletas das categorias de base) de todas as modalidades com competições oficiais no ano passado: Atletismo, Basquete, Caratê, Ciclismo, Enduro, Futebol (Mirim, Infantil, Juvenil, Júnior, Rural, Amador e Profissional), Futsal (masculino e feminino), Futvôlei, Handebol, Jiu Jitsu, Judô, Kart, Mountain Bike, Peteca, Squash, Supercross, Tiro Prático, Truco, Vale Tudo (MMA) e Vôlei.

Serão também homenageados árbitros e auxiliares, técnicos, dirigentes e representantes da imprensa especializada. O atleta do ano e o desportista do ano somente serão anunciados somente na solenidade, na qual, haverá, ainda, o reconhecimento às empresas e instituições que contribuíram com recursos ou serviços ao desenvolvimento das ações e projetos ligados ao esporte. Outro destaque está na homenagem póstuma a ídolos, como o próprio Marcelino Paz do Nascimento, ex-jogador de Atlético e do Flamengo e que empresta o nome à comenda.

ESPECIAL
Nascido em Salinas, Norte do Estado, o ex-jogador e técnico Procópio Cardoso Neto (foto) será um dos homenageados especiais nesta edição do Troféu Bola Cheia/Unimontes pelos 50 anos de atuação no futebol.

HISTÓRIA
O Troféu Bola Cheia foi criado em março de 2003 e premiou, em sua primeira edição, no Ferroviário Esporte Clube, os melhores do esporte em 2002. De lá para cá foi realizado ininterruptamente, já no Automóvel Clube de Montes Claros, totalizando mais de 420 agraciados, além das homenagens especiais para Renê e Telê Santana (2004), Reinaldo e Flávio Anselmo (2005), Zezé Perella (2006), Éder Aleixo e Nonato (2007), Paulo Isidoro e Joãozinho (2008) e Dirceu Lopes e Dadá Maravilha (2009).

A partir da 6ª edição, a Universidade Estadual de Montes Claros passou a ser a corealizadora do prêmio. A parceria rendeu, ainda, além da criação da categoria para os paraolímpicos, a implantação do “Memorial do Esporte”, que consiste, através de ampla pesquisa, na composição de um acervo de mais de sete mil fotografias, recortes de jornais e imagens de vídeo sobre todas as modalidades de competição. Os professores e acadêmicos dos cursos de Educação Física atuam diretamente neste trabalho. Os materiais mais antigos datam de 1936.

Banda Dionízica

Reinaldo Andrade e banda Maverick 70

Todo o rock and roll do guitarrista Reinaldo Andrade e Banda (foto) e a banda Maverick 70 trazendo clássicos de Camisa de Vênus, Ira, Titãs, Raul Seixas, Barão Vermelho, ACDC, Led Zeppelin, Ramones além de trabalho autoral.


Sábado e domingo, 13 e 14 de março, a partir das 21:30.

Ingressos:
R$ 2,00 (sócio do Sesc)
R$ 4,00 (estudante)
R$ 8,00 (inteira)

Local -
Bar do sesc (Santos)
Av. Conselheiro Ribas, 136 - Santos/SP

SHOW: REINALDO ANDRADE

Todo o rock and roll da banda trazendo clássicos de Camisa de Vênus, Ira, Titãs, Raul Seixas, Barão Vermelho, ACDC, Led Zeppelin, Ramones além de trabalho autoral. Sábado e domindo, 12 e 13 de maio, a partir das 21:30.

Ingressos:

R$ 2,00 (sócio do sesc)
R$ 4,00 (estudante)
R$ 8,00 (inteira)

Local - Bar do sesc (Santos)
Av. Conselheiro Ribas, 136 - Santos / SP

segunda-feira, 8 de março de 2010

Flávio Augusto de Oliveira

Pianista apresenta recital em Montes Claros


O Conservatório Estadual de Música Lorenzo Fernândez, realiza no dia 12 de março de 2010 - (sexta-feira), as 20:30, no Auditório Marina Lorenzo um Recital para inaugurar o piano de cauda, com o pianista Flávio Augusto de Oliveira.

O Concerto marca nova fase para o consrvatório, que a partir de agora retornará a relizar concursos não só internos, mas também em nível estadual.

O repertório será dividido em duas partes. A primeira, em homenagem aos 200 anos de nascimento de Robert Schumann e Frederic Chopin, em que serão executadas as peças: Arabeske, Op. 18, Intermezzo, Op. 26 nº 4, Noturno, Op. 9 nº 2 e Mazurka, Op. 17 nº 4, dentre outras.

A segunda parte conta com a participação das professoras cantoras Christiane Faria Franco (mezzo-soprano) e Simone Santana (soprano), que prometem uma noite inesquecível.

O piano foi adquirido através de um convênio entre Secretaria de Cultura de Minas Gerais e Conservatório, sendo viabilizado recursos na ordem de 50 mil reais, através do Deputado Federal Humberto Souto.

O concerto terá entrada franca, mas terá que ser confirmada presença até dia 09 de março, na escola.

Flávio Augusto de oliveira

Detentor de 28 primeiros prêmios em Concursos Nacionais e Internacionais de Piano, em 1988, tornou-se o primeiro brasileiro a conquistar o 1º lugar do Concurso Internacional de Piano “Villa-Lobos”, no Rio de Janeiro.

Natural de Poços de Caldas (MG), iniciou seus estudos de piano aos quatro anos de idade, tendo como professores os pianistas Homero de Magalhães, Gilberto Tinetti e Myrian Dauelsberg. Concluiu os cursos de Bacharelado em Piano e Licenciatura em Música pelo Conservatório Brasileiro de Música do Rio de Janeiro; Pós-Graduação em Filosofia pela Universidade Estadual de Montes Claros, MG; e Mestrado em Piano – Práticas Interpretativas – pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Desde os treze anos têm sido solista das principais orquestras do País, em palcos importantes como os Teatros Municipais do Rio de Janeiro e de São Paulo, a Sala Cecília Meireles do Rio de Janeiro, o Teatro Nacional de Brasília e a Sala São Paulo. No Brasil, já se apresentou em quase todos os Estados, atuando isoladamente ou ao lado de grandes cantores e instrumentistas.

No exterior, já se apresentou em importantes salas de concerto dos Estados Unidos, França, Alemanha, Suíça, Itália, Espanha, Portugal, Bélgica, Áustria, Finlândia, Londres, Nova Zelândia, Venezuela, Chile, Paraguai, Guatemala e Costa Rica. Em 1990, gravou seu primeiro disco com os “Prelúdios para Piano” do compositor francês Claude Debussy.

Fez a primeira gravação mundial dos “50 Estudos para Piano” do compositor Johann Baptiste Cramer. Gravou também os CDs “Arco & Tecla” com o violinista Ricardo Amado, “Impressões Brasileiras” com o violinista Daniel Guedes e “Tributo a Guerra Peixe” com o gaitista José Staneck.

É também integrante do premiado Trio Aquarius – com quem já gravou dois CDs dedicados a compositores brasileiros. Foi professor do Conservatório Estadual de Música “Lorenzo Fernândez” e do Departamento de Artes da Universidade Estadual de Montes Claros (MG).

quinta-feira, 4 de março de 2010

IV Festival BNB das Artes Cênicas

Abertura terá 18 espetáculos gratuitos em três cidades

A abertura do IV Festival BNB das Artes Cênicas abrange a realização de um total de 18 espetáculos gratuitos em três cidades (nove espetáculos em Fortaleza; quatro em Juazeiro do Norte, no Cariri, região sul do Ceará; e cinco em Sousa, no alto sertão paraibano), no próximo sábado, 6, no período de 09h30 às 21h30.

Em Fortaleza, a programação começa às 09h30, na Praça da Ferreira, situada no coração da cidade, com a apresentação de três grupos cênico-musicais: Afoxé Acabaca, de Fortaleza; Coco do Iguape, da praia do Iguape (CE); e Reisado de Couro, de Barbalha, município caririense.

Afoxé Acabaca
O grupo Afoxé Acabaca se propõe a ser mais um componente na diversidade cultural cearense. A manifestação acontece como um cortejo afrodescendente jejê-nagô, tradicionalmente em desfile carnavalesco. Sua plasticidade ritmada por ágeis mãos negras entoam mantras afros com seus alabês, em três tipos de atabaques: o Rum, o Rumpi e o Lé. Os ritmos são acompanhados por xequerês e agogôs e também pela dança, em Ijexá de cadência marcante.

Coco do Iguape
O Coco do Iguape é um grupo de cultura popular tradicional, natural da praia do Iguape (CE), que difunde o "coco de praia" - manifestação rítmica que inclui música e dança. O tocador faz a marcação num caixote de madeira onde ele fica sentado, onde uns cantam e outros entram na roda para dançar uns após os outros. A vestimenta imita a roupa dos pescadores, com chapéus de palha, calça e blusa tingidos pela casca do cajueiro. O grupo já existe há mais de um século.

Reisado de Couro

Por sua vez, o Reisado de Couro é originário do sítio Barro Vermelho, em Barbalha, formado por familiares e tendo à frente José Pedro, conhecido como Mestre Zé Gonçalo, que começou sua atividade há 50 anos. Hoje, aos 80 anos, é o mais antigo integrante do grupo, atualmente com 15 integrantes. A tradição vem da época em que a atividade de maior importância do sertão cearense era a pecuária. A matança do boi é o enredo de toda a história, feita em versos de improviso de caráter engraçado e acompanhado por dança e música.