quarta-feira, 16 de julho de 2014

Festa de Francisco Dumont

Fé, tradição e gastronomia

Francisco Dumont realiza festa religiosa e cultural e terá, entre as atrações, a dupla Gino & Geno 



Começa nesta quinta-feira, 17/07, a programação cultural da tradicional Festa do Divino Espírito Santo e Nossa Senhora da Conceição, realizada em há mais de 40 anos no município de Francisco Dumont, Norte de Minas.

A festa começou no dia 09 de julho, com a programação religiosa , e nesta quinta-feira, acontece a “II Quinta Rural” com o tradicional concurso de pratos derivados do milho e da mandioca, envolvendo todas as comunidades e distritos do município, com premiação das melhores receitas.

Serão mais de 100 pratos na disputa do primeiro lugar. Ao final todos poderão saborear as delícias do concurso ao som da música caipira do cantor Lucas Ranyere.

Na sexta-feira, a programação religiosa contará com a celebração da Santa Missa, levantamento do mastro de Nossa Senhora da Conceição e, em seguida, leilão. O show fica por conta da Banda Conexão WR, encerrando a programação do dia.

A noite do sábado, 19, terá Santa Missa e levantamento do Mastro do Divino Espírito Santo e apresentação da Banda Santa Nova.

E no domingo, ponto alto da festividade, a programação terá início às 10h, com desfile do Império Divino Espírito Santo pelas ruas da cidade e, às 11h, Santa Missa.

Às 17h será realizada a grande procissão da festa, às 18h Santa Missa e às 19h30, haverá o repasse da Coroa. E para fechar a programação cultural, a cidade recebe a dupla nacional Gino & Geno, que se apresentará no palco montado na Praça da Matriz.


Ciclo de Exposições

Memorial Vale abre edital para jovens artistas

Poderão se inscrever, até o dia 04 de agosto, artistas individuais ou em grupo residentes ou nascidos no Estado de Minas Gerais a partir de 1979


Serão realizadas mostras com cerca de dois meses de duração cada
O Memorial Minas Gerais Vale, integrante do Circuito Cultural Praça da Liberdade, está com Edital 2014/2015 aberto para seleção de artistas mineiros ou residentes em Minas Gerais para exporem seus TRABALHOS nas Salas de Exposição do espaço.

Poderão se inscrever artistas individuais ou em grupo, residentes ou nascidos no Estado de Minas Gerais a partir de 1979 com propostas artísticas inéditas em pintura, desenho, vídeo, instalações e fotografias ou em qualquer outro suporte, formato ou linguagem. O edital está disponível no site www.memorialvale.com.br até 4 de agosto e selecionará até quatro artistas Ao longo desse projeto, denominado “Ciclo de Exposições”, serão realizadas mostras com cerca de dois meses de duração cada.

Os artistas podem apresentar propostas para ocupação de qualquer uma das duas salas ou ambas simultaneamente. Os selecionados receberão bolsa de R$ 7 mil (sete mil reais) cada, além dos custos de montagem e divulgação. Os artistas do interior recebem ainda custo de passagem terrestre, hospedagem e transporte das obras.

Memorial Minas Gerais Vale

O Memorial Minas Gerais Vale é resultado da parceria entre a Vale, a Fundação Vale e o Governo de Minas e funciona no antigo prédio da Secretaria de Estado da Fazenda, originalmente denominada Secretaria das Finanças no século XIX. O espaço é uma iniciativa que se alinha ao propósito da Fundação Vale de fortalecer as identidades culturais regionais e valorizar a cultura, a memória e o patrimônio histórico nos territórios onde a Vale atua.

Prêmio Jabuti

Nova categoria e casa nova marcam a edição 2014 do prêmio

A entrega das estatuetas será no dia 18 de novembro, no auditório do Ibirapuera, em São Paulo 


A escritora e professora Marisa Lajolo é a curadora do Jabuti
O Prêmio Jabuti 2014 está repleto de novidades. Além da escritora e professora Marisa Lajolo assumir a curadoria do Jabuti, a cerimônia de entrega do prêmio também estará de casa nova. Depois de oito anos sendo realizado na Sala São Paulo, as tão desejadas estatuetas chegarão às mãos dos vencedores no auditório Ibirapuera, em 18 de novembro.

Uma nova categoria, a de número 27, foi criada especialmente para compor o Prêmio deste ano: “Tradução de obra literária inglês -português” terá uma premiação especial, concedida pelo british council. O vencedor ganhará uma viagem para participar de um festival literário no reino unido em 2015, com todas as despesas de transporte, estadia e alimentação incluídas, além da oportunidade de conhecer autores e tradutores britânicos, bem como terá acesso a fontes de pesquisa de seu interesse que estejam disponíveis durante o período da visita.
        
A premiação
Os laureados em todas as categorias que compõem o prêmio receberão o troféu Jabuti e o valor de R$ 3,5 mil. Os vencedores do livro do Ano – Ficção e Livro do Ano – não Ficção serão contemplados, individualmente, com o prêmio de R$ 35 mil, além da estatueta dourada.


Um júri composto por especialistas, indicado pelo Conselho Curador do Prêmio, escolherá os vencedores. Este conselho ficará responsável pelo acompanhamento e julgamento de todas as etapas do prêmio, bem como pelo julgamento de casos não contemplados no Regulamento.

Atleta na Escola

Começa corrida para a etapa nacional dos Jogos Escolares da Juventude


Escolas públicas e particulares têm até o dia 19 de agosto para realizar as competições e selecionar os estudantes para a etapa nacional



Participam do Atleta na Escola alunos de 12 a 17 anos
As 44,7 mil escolas públicas e particulares de educação básica que aderiram à segunda edição do programa Atleta na Escola, além de 4.285 municípios, 26 estados e o Distrito Federal, têm prazo até 19 de agosto para realizar as competições e selecionar os estudantes para a etapa nacional. As modalidades são arremesso de peso, judô, voleibol, corrida de velocidade, corrida de resistência e salto em distância. Participam do atleta na escola alunos de 12 a 17 anos.

A fase nacional, denominada Jogos Escolares da Juventude, é promovida pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB). Estudantes de 12 a 14 anos participarão da etapa nacional no período de 4 a 13 de setembro próximo, em Londrina (PR); os de 15 a 17 anos, de 6 a 15 de novembro, em João Pessoa (PB).

De acordo com o coordenador do programa, Renausto Amanajas, da Diretoria de Formação e Conteúdos Educacionais da Secretaria de Educação Básica (SEB) do Ministério da Educação, a expectativa do MEC e do Ministério do Esporte, promotores do evento, era reunir 40 mil escolas este ano, mas o número foi superado e alcançou 44.713 unidades. Os recursos investidos pelo MEC, de R$ 65,6 milhões, provêm do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE).

Para desenvolver o Atleta na Escola, os ministérios firmaram parcerias com as confederações brasileiras de atletismo, de judô e de voleibol. A parceria, explica Amanajas, visa à orientação técnica do programa e à capacitação de professores e monitores que atuam nas modalidades esportivas.

Paraolímpico
Este ano, o programa Atleta na Escola contempla também O esporte paraolímpico, nas modalidades atletismo, bocha, goalball, judô, natação, tênis de mesa, tênis em cadeira de roda, voleibol sentado, futebol de 5 (para deficientes visuais) e futebol de 7 (para paralisados cerebrais). A data-limite de competição nos estados e Distrito Federal é 29 de setembro. A etapa nacional será realizada de 24 a 29 de novembro, em São Paulo.


As modalidades foram definidas pelo Comitê Paraolímpico Brasileiro (CPB), na faixa de 12 a 17 anos, feminina e masculina. Segundo o coordenador do programa, o Atleta na Escola apoiará a fase estadual nas modalidades paraolímpicas. As modalidades são arremesso de peso, judô, voleibol, corrida de velocidade, corrida de resistência e salto em distância. Participam do Atleta na Escola alunos de 12 a 17 anos.


terça-feira, 8 de julho de 2014

Festival de Inverno

 

 Tradicional festa é realizada há 32 anos em de Águas Vermelhas


Para quem adora sentir um friozinho manhoso e se aquecer ao som da sanfona e muito forró, a dica para este mês de julho é o XXXII Festival de Inverno de Águas Vermelhas/MG, realizado de 09 a 13/07/2014.

A pequena, pacata e aconchegante cidade está localizada no Norte de Minas, quase na divisa com a Bahia, e faz também divisa com os municípios de Cachoeira de Pajeú, Divisa Alegre e Pedra Azul, na mesorregião do Norte de Minas e microrregião de Salinas, 

Confira a programação do Festival, uma das principais festas da região:



BNB Cultural

Oportunidade para artistas

Banco do Nordeste lança edital de seleção de projetos culturais com dotação orçamentária de 4,5 milhões, via Lei Rouanet


O Banco do Nordeste do Brasil (BNB) lançar acaba de lançar o seu edital de seleção de projetos culturais 2014/2015, com dotação orçamentária de R$ 4,5 milhões, oriundos de incentivos previstos na Lei nº 8313 (Lei Federal de Incentivo à Cultura, denominada Lei Rouanet).

Gratuitas, as inscrições poderão ser realizadas até 31 de agosto de 2014. Serão aceitas, exclusivamente, inscrições pela internet, no endereço www.bnb.gov.br/edital/programasccbnb.

A análise e seleção dos projetos acontecerão de 1º de setembro a 04 de outubro de 2014. A divulgação acontecerá até o dia 05 de outubro, no portal do Banco do Nordeste (www.bnb.gov.br/cultura).

O edital contempla os seguintes segmentos: artes cênicas (teatro, dança, performance, circo); artes visuais (exposição); humanidades (apresentações literárias, publicação de livros de arte e ações de incentivo à leitura); música (erudita e instrumental); e cinema (mostras e festivais).

Serão selecionados somente projetos realizados nos municípios da área de atuação do Banco do Nordeste (Nordeste, Norte de Minas Gerais e do Espírito Santo) e para a programação dos três Centros Culturais Banco do Nordeste (Fortaleza; Cariri, em Juazeiro do Norte, no sul do Ceará; e Sousa, no alto sertão paraibano).

Os critérios de seleção dos projetos inscritos são: a) relevância e qualidade conceitual e temática: 

a)concepção e argumentação que evidenciem importância histórica, cultural e artística para o Nordeste, em consonância com o eixo curatorial; 

b) contribuição ao fortalecimento da diversidade cultural brasileira: diálogo com as diversas manifestações e/ou expressões das culturas populares; 

c) impacto social: características socioeconômicas da população envolvida, além de duração e profundidade das ações de fruição, sensibilização, capacitação ou formação; 

d) viabilidade técnica: demonstração de capacidade de realização e do envolvimento de profissionais com notória especialização; 

e) adequação financeira: compatibilidade com parâmetros de preços praticados no mercado cultural; 

f) no caso de projetos para a programação dos Centros Culturais Banco do Nordeste, será necessária a adequação física, ou seja, adaptabilidade aos espaços (dependências dos Centros Culturais Banco do Nordeste e de outros locais de sua área de atuação).

Os projetos serão avaliados por uma comissão interna do BNB, composta por técnicos dos Centros Culturais Banco do Nordeste, dos Ambientes de Marketing e de Comunicação, e serão homologados pelo comitê de patrocínios do Banco do Nordeste e da Secretaria de Comunicação da Presidência da República (SECOM/PR).

Poderão participar do edital dois tipos de proponentes: a) proponentes pessoas jurídicas, necessariamente de natureza cultural, com ou sem fins lucrativos – instituições, empresas, fundações ou associações sob controle acionário, estatutário ou majoritário de brasileiros natos, naturalizados ou de estrangeiros residentes no Brasil há mais de três anos, ser legítimo detentor ou representante dos direitos de realização do projeto a ser inscrito; e b) proponentes pessoas físicas, que sejam brasileiros natos, naturalizados ou estrangeiros residentes no Brasil há mais de três anos.

O prazo de vigência do edital será de dois anos a partir de sua publicação. Os projetos serão selecionados para realização no período de novembro/2014 a dezembro de 2016.

40ª Expomontes

De dar água na boca

O sabor da região e as comidas tradicionais de atrai visitantes da Feira



Pastel, arroz com pequi, feijão tropeiro, crepe... Humm... Esse texto já começou com palavras que abrem o apetite de muita gente que tem visitado a 40ª Expomontes. Dentro do Parque de Exposições João Alencar Athayde não falta opções para todas as pessoas. Desde a agricultura familiar até as comidas de feiras tem muito que saborear.

“A gente vem pra passear e sempre para pra comprar alguma coisa enquanto espera começar o show. Não tem como ficar sem experimentar o feijão tropeiro”, conta Silvia Aquino. Ela disse que pretende vir em mais dois shows e vai aproveitar para ir a muitas barracas. “Em alguns dias, eu escolho o beiju para começar, em outros vou de pastel”.

Nas partes de doces, também não faltam opções: doces cristalizados, crepe, churros... “É uma sobremesa para toda hora”, afirma Luis Cláudio Fernandes. Quem visita a Feira de Agricultura Familiar que funciona na Quadra Poliesportiva, encontra: beiju, paçoca, quibe, escondidinho, salgados feitos com carne de carneiro, doces em conserva... Muita coisa boa!

A vendedora Luiza Pereira trabalha em uma das barracas de bebidas da exposição. Segundo ela, o movimento não para até depois dos shows. “Na hora da saída, muita gente para e compra e vai até em casa bebendo”.

Paulo Roberto trabalha com um restaurante em uma área do Parque há mais de dez anos. “A comida típica da nossa região é sem dúvida a preferência da maioria. O arroz com pequi, feijão tropeiro e a carne de sol não podem fazer falta. Quem vem ao Parque está pensando em comer e divertir”, conta.

Com ele 16 pessoas trabalham durante todas as noites de Exposição e nos fins de semana o trabalho dobra. “Nos sábados, domingos e aniversário da cidade, o parque fica mais movimentado. Ai desde cedo tem gente procurando o que comer”, afirma.


Moacyr Basso, diretor financeiro da Rural, explica que a Praça de Alimentação é um dos pontos de geração de trabalho na Expomontes. “São gerados 1 empregos diretos e 3 mil indiretos nos 12 dias de evento. Bem para todo mundo, que ganha uma renda extra e bom para a Rural que pode prestar um ótimo serviço a comunidade”, encerra.

Fonte: Assessoria de Imprensa Sociedade Rural

Sarau do Psia

Sim, a poesia é uma balada interessante


Neste sábado, o Sarau do Psia, um dos mais importantes eventos de cultura popular de Governador Valadares, comemora 4 anos de existência.

Realizado mensalmente desde julho de 2010 em um bar do bairro Morada do Vale, o Sarau do Psia irradia poesia, reunindo a cada edição uma média de 100 pessoas, dentre crianças, adolescentes, adultos e idosos para declamação e leitura de poemas.

“A poesia que tempos atrás, era sinônimo de chatice, agora, em nossa cidade, comprovamos que a poesia é sim uma balada muito interessante. Todo segundo sábado do mês as pessoas se perfumam, se arrumam e saem de casa para ir ao bar se embriagar de poesia. Numa experiência única em que todos são protagonistas e expectadores. Contrariando as expectativas e as previsões mais pessimistas, valeu a pena acreditar que um dia o Sarau do Psia teria um público pra chamar de seu.” Afirma Marcelo Rocha, idealizador do Sarau do Psia.

Mais informações: