terça-feira, 27 de abril de 2010

Petrônio Braz

Livro do escritor sanfranciscano amplia fronteiras

O escritor norte mineiro, Petrônio Braz assinou, nesta segunda-feira, 26 de abril, em Belo Horizonte, o contrato com a produtora cinematográfica Avesso Filmes para a realização de um filme sobre Antônio Dó, fundamentado em seu livro Serrano de Pilão Arcado - A saga de Antônio Dó. Antes, será rodado um documentário em São Francisco e Chapada Gaúcha.



Petrônio Braz
Autor de onze livros, cinco deles de literatura jurídica, Petrônio Braz é presidente da Academia de Letras, Ciências e Artes do São Francisco (Aclecia), advogado, escritor, professor, assessor e consultor jurídico com vasta experiência no convívio teórico e prático com a administração pública municipal.



ocupou todos os cargos eletivos em sua cidade natal – tendo sido o único juiz de paz eletivo no município –, unindo a experiência de mais de quarenta anos no meio político e administrativo, desde quando foi vereador e, depois, prefeito de São Francisco, ao aprendizado no mundo do direito, após bacharelar-se em Brasília/DF. Politicamente, como ele mesmo diz, chegou onde pretendia.



A Saga de Antônio Dó
O romance Serrano de Pilão Arcado, A Saga de Antônio Dó é resultado de 23 anos de estudo sobre a hisória de Antônio Dó, dos costumes, linguajar, crendices, indumentárias e modos típicos da região sanfranciscana e do sertão baiano-mineiro.

Cultura em pauta

Norte de Minas sedia Fórum Intermunicipal de Cultura 

Nos dias 07 e 8 de maio, o município de São Francisco, no Norte de Minas Gerais, sedia o Encontro de Ternos de Folias de Reis e o Fórum Intermunicipal de Cultura Tradicional. Realizado pela Associação Cultural de Difusão Vozes do Morro e Cultuarte, o evento ampliará o debate sobre arte e cultura.

O Fórum Intermunicipal de Cultura abordará temas relativos à cultura tradicional do Norte de Minas e os programas e políticas públicas de apoio à cultura. Além do Fórum Intermunicipal de Cultura Tradicional, serão realizadas também diversas oficinas. A parte festiva do evento se dará com o Encontro de Ternos de Folia de Reis e outros grupos e ações artístico-culturais.

Participam das discussões do Fórum, os palestrantes: professor Domingos Diniz e  João Naves de Melo, representantes da Comissão Mineira de Folclore; professores Suzi Carla de Almeida, Roberto Mendes e Denílson Meireles, da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes); representantes da Universidade de Brasília (UNB); Adriana Cabral, do Ministério da Cultura / SID; Flávio de Tarso, da Secretária de Estado da Cultura – MG/ Fundo Estadual de Cultura, dentre outros.

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Grupo Aruanda

Grupo faz seleção de bailarinos e músicos


Nos próximos dias 26 e 28 , o Grupo Aruanda fará audição para novos integrantes. Os candidatos devem ter idade mínima de 18 anos e disponibilidade para ensaios as terças, quartas e quintas-feiras à noite.

As inscrições podem ser feitas em horário comercial até o dia da audição pelo email: aruanda@grupoaruanda.com.br ou na secretaria do Aruanda, à Rua Espírito Santo, 757 / 2º andar - Centro – Belo Horizonte.

Fruto de um trabalho contínuo de pesquisas, o Grupo Aruanda apresenta as manifestações folclóricas de todas as regiões brasileiras em teatros, praças, congressos, entre outros, por todo o Brasil, além de Festivais Nacionais e Internacionais de Folclore.

Audição:
Bailarinos: dia 26 de abril
Vocalistas e instrumentistas: dia 28 de abril
Horário: 19:30H
Outras informações pelo telefone (31) 3222 4845

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Arte contemporânea ao alcance de todos

O grupo de teatro Fibra promove caravana cultural pelo Norte de Minas com espetáculos gratuitos em espaços abertos ao grande público

A democratização do acesso à cultura, cada vez mais, tem sido uma preocupação dos artistas de carreira. Prova disso são as turnês, principalmente de grupos teatrais, que vêm incluindo pequenas cidades no roteiro de espetáculos até então apresentados somente nos grandes centros urbanos.

Seguindo essa lógica, desde 2006, o grupo de teatro Fibra, de Montes Claros, está percorrendo pequenas cidades do Norte de Minas, com apresentações gratuitas em espaços abertos, promovendo à comunidade da região o acesso à arte contemporânea.

Neste ano, o grupo inicia a terceira etapa do projeto cultural Expresso Sertão, saindo em caravana com os musicais “Brincando de Brincar” e “Vem ver Boi”, o primeiro voltado para o público infanto-juvenil, e o segundo, para o público adulto.

Viabilizado pela Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais, nas duas primeiras edições, o Expresso Sertão saiu em caravana pelo Norte de Minas e Vale do Jequitinhonha com o espetáculo “Brincando de Brincar”, do Grupo Fibra, e o musical “Canto Sagrado”, apresentado pelo Studio de Ballet Jaqueline Pereira. Além dos espetáculos, a caravana também realizou oficinas de arte, incentivando a criação de novos grupos de teatro nas cidades por onde passou.

Neste ano, o Expresso Sertão visitará as cidades de São Romão, Taiobeiras e Bocaiuva, no Norte de Minas. Segundo a coordenadora geral do projeto e diretora do Grupo Fibra, Terezinha Lígia, o objetivo central continua sendo promover o acesso a apresentações culturais de alto nível e qualificar pessoas que possam dar continuidade aos trabalhos. “A captação do recurso para executar mais esta turnê é o reconhecimento do trabalho de 30 anos do grupo. Em cada cidade, em cada apresentação, em cada oficina, temos a certeza de que vale a pena acreditar neste projeto que é o Fibra”, avalia a diretora.

A primeira cidade a receber a caravana é São Romão. As apresentações gratuitas estão marcadas para os dias 17 e 18 de abril. Na cidade também será realizada oficina de percussão para 25 alunos, coordenada pelo músico Rops Malungo. Enquanto realiza a turnê, que conta com patrocínio da Transnorte, o grupo prepara a próxima edição do projeto, já aprovado pela Lei Estadual de Incentivo à Cultura e que está em fase de captação.

Espetáculos

Criado em 1979, o grupo Fibra tem no espetáculo “Brincando de Brincar” a sedimentação de seu trabalho. Segundo Terezinha Lígia, a idéia inicial foi realizar um espetáculo lúdico que promovesse uma interação com o público infantil e, também, o resgate dos costumes e tradições culturais da região. “A peça é resultante de uma pesquisa minuciosa das tradições folclóricas do Norte de Minas. Foi feita uma coletânea de brincadeiras, onde todos os atores cantam, dançam e representam”, conta Ligia.

A concepção e direção geral do espetáculo são de Terezinha Lígia e a direção musical, de Amauri Tibo. O elenco é formado pelos atores Gilberto Cardoso, Juliana Vieira, Ellen Rocha, Lucilio Gomes e pelos músicos Amauri Tibo, Rafael Milo e Rops Malungo.

Já a peça “Vem ver Boi” é direcionada ao público adulto e tem como diretor Lucílio Gomes. A dramaturgia é de Terezinha Lígia, direção musical de Amauri Tibo e, no elenco, os atores Terezinha Lígia, Gilberto Cardoso, Amauri Tibo e Lucílio Gomes. A sonoplastia é feita por Rops Malungo.

Entrevista: TEREZINHA LIGIA

Conversamos com a coordenadora geral do projeto Expresso Sertão e diretora do Grupo Fibra, Terezinha Ligia que conta como está sendo a experiência com a caravana. Confira.

Como surgiu o conceito do projeto?
O nome Expresso Sertão estava entre uma série de nomes sugeridos, mas não tivemos dúvidas na hora de apostar nesta nova marca que agora leva cultura ao interior de Minas. No início, doze cidades seriam contempladas, mas o total da verba solicitada não foi aprovado e fizemos readequações na planilha, reduzindo para seis o número dos municípios contemplados.
 

Como foi o processo de operacionalização?
A produtora Fabíola Dourado montou o projeto e apresentou no Edital da Lei de incentivo à Cultura de Minas Gerais de 2006. Depois de aprovado o projeto, ela ficou meses correndo atrás do patrocinador. Aliás, a captação é o maior desafio dos artistas. Nos últimos dias tivemos o retorno positivo da Transnorte que é a patrocinadora da caravana até hoje.

Qual o critério para formar o roteiro da caravana?
As cidades foram escolhidas de maneira que pudéssemos visitar várias partes das regiões Norte de Minas e Vale do Jequitinhonha.

As prefeituras foram receptivas ou tiveram alguma dificuldade em firmar parceria?
Nem todas. Tivemos restrições com relação a palco em algumas cidades. O palco é a contrapartida mínima de cada prefeitura.

Na execução do projeto, como percebeu a situação das comunidades em relação ao acesso a promoções culturais?
Percebemos, na verdade, o que a gente já sabia: falta incentivo à cultura no interior. As pessoas gostam do espetáculo, mas a ação é muito pontual. É preciso políticas públicas voltadas para fomentar a cultura popular nesses municípios.

Como tem sido a realização das oficinas? Dá para perceber interesse e talento por parte dos participantes?
Sim. Aparecem pessoas ousadas, irreverentes. A experiência tem sido muito gratificante. Os moradores se envolvem bastante na proposta. Os alunos buscam a continuidade, como e onde estudar teatro, e sempre pedem para que a gente volte.

E para os integrantes do grupo, como tem sido a experiência?
É algo novo para grupo Fibra, que tem 30 anos, aprovar, captar e executar um projeto com lei de incentivo. A experiência tem sido fantástica. Nossa meta era estruturar um espaço próprio para ministrar oficinas e fazer apresentações, porque o centro cultural de Montes Claros é muito pequeno e não consegue atender à demanda. No ano passamos conseguimos realizar esse sonho. O espaço foi inaugurado em novembro (Rua Sebastião Dias Soares, 75 – Alto São João) com uma grande temporada do espetáculo “Vem ver o Boi”.

Que por sinal é um espetáculo diferente do que o grupo vem fazendo nos últimos anos...
É verdade. Ficamos muito tempo sem produzir um espetáculo para adultos. Mas tivemos uma aceitação muito grande do público. Foi um desafio para o grupo fazer o Expresso Sertão com dois espetáculos direcionados a públicos diferentes, mas agora estamos prontos para sair estrada afora.

sábado, 10 de abril de 2010

Eros Biodini

Neste sábado, 10/04, o cantor Eros Biondini se apresenta em Montes Claros, a partir das 20 horas, no Segundo Canção Nova Show. A renda do show será revertida para o Projeto Presente, que assiste pacientes carentes com câncer.

Eros Biodini

Cantor, compositor, apresentador de TV. Eros Biondini é um dos mais reconhecidos músicos católicos da atualidade. Há vinte anos, ele começou a carreira como membro da Renovação Carismática Católica, época em que decidiu viver a missão de levar a música católica ao coração das pessoas.

A ligação de Eros Biondini com a música ficou ainda mais forte, quando formou a banda “Nova Aliança” onde gravou quatro CDs: “Civilização do Amor”, “É Tempo”, “Viver como Irmãos” e o álbum “Ao vivo”.

Mas Eros não parou por aí. Sua carreira tomou novos rumos quando decidiu gravar seu primeiro CD solo “Tesouros”. Daí em diante, a mensagem de Deus por meio da música de Eros, ganhou grandes palcos em todo o país com suas letras que são verdadeiras orações.

Em 2004, tocado pelas palavras de João Paulo II e impulsionado a lutar verdadeiramente por um mundo novo, e ainda dando continuidade ao Projeto Civilização do Amor de 15 anos atrás, nasceram o CD e o projeto Mundo Novo. Eros afirma que “o projeto Mundo Novo consiste em assumirmos nosso papel como filhos de Deus e instrumentos de transformação da sociedade”. Eros, mesmo com a agenda comprometida com os shows, coordena e preside o grupo de oração todas as segundas-feiras dando continuidade ao plano de espiritualidade renovada, avivamento e trabalho social.

Outro trabalho que nasceu como uma confirmação do elo entre Eros Biondini e a música católica, aconteceu quando ele gravou seu terceiro CD solo intitulado “Minha História”. O álbum foi gravado nos estúdios da Canção Nova, que faz parte da Comunidade Canção Nova, onde Eros Biondini atua em palestras, shows e eventos artísticos. Nesse momento outro laço é firmado com a “Talentos Produções” que agencia toda a parte de shows e eventos do cantor.

Em meio a tanto trabalho, Eros lançou recentemente o oitavo CD. “Tempo da Graça”, gravado também pela Canção Nova, apresenta oito das onze canções compostas pelo próprio cantor. Nas letras, Eros se confirma grande compositor. Entre elas: “Tempo de Graça”, “Na Tua Direção”, “ O Senhor Pode Curar”, “Todo Teu”, “Chuva de Graça”, “Eu Lançarei as Redes”, “Vem, Espírito Santo” e “Adoramos a Ti”.

O músico se dedica intensamente ao trabalho artístico e hoje tem mais de 90 composições gravadas nos seus 8 CDs e em CDs de outros cantores. Para Eros, a composição vem de Deus “Não tenho regras para compor. Em momentos diferentes Deus me inspira. Não planejo uma composição, ela brota no coração como um sinal da presença de Deus”.

Entre as grandes canções, Eros afirma que não saberia escolher a música de sua preferência. Ao destacar as mais especiais ele evidencia "Até Quando", "Civilização do Amor", "Morreu por Você", ”Mundo Novo”, “Tomo Posse”, “Eu Lançarei as redes”, “Chuva de Graça” e “Invocamos” gravada pelo querido Pe Marcelo Rossi, como marcas registradas do seu trabalho.

Discografia:

Civilização do Amor (Eros Biondini e Banda Nova Aliança) (Cena)
É Tempo (Eros Biondini e Banda Nova Aliança) (Cena)
Viver como Irmãos (Eros Biondini e Banda Nova Aliança) (Cena)
Ao vivo (Eros Biondini e Banda Nova Aliança) (Cena)
Tesouros (Eros Biondini)
Mundo Novo (Eros Biondini) (Talentos Produções)
Minha História (Eros Biondini) (Canção Nova)
Tempo de Graça (Eros Biondini) (Canção Nova )

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Show musicais encerram Unicalourada da Unimontes

Começa nesta quarta-feira a programação cultura da 1ª Unicalourada/2010 da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes). As atividades culturais marcam o encerramento da Unicalourada, iniciada no dia 22 de fevereiro.

A programação inclui shows musicais em diferentes estilos e apresentações de dança com companhias da própria instituição, com apresentações sempre a partir das 20h20, na área anexa ao Centro Esportivo Universitário Reitor João Valle Maurício, ao lado da portaria leste do Campus Universitário Professor Darcy Ribeiro.

Com a participação das comissões de formatura dos cursos ministrados no campus-sede, em Montes Claros, o público terá à disposição barracas onde serão comercializadas comidas e bebidas típicas. Haverá, inclusive, um concurso para a escolha da barraca melhor ornamentada.

Nesta quarta-feira, acontecem as apresentações do Grupo de Dança Parafolclórica Saruê, da Unimontes, e da Banda Making Off (pop rock), além da dupla Matheus Nani e o Profeta (rock). Já na quinta-feira (8), o primeiro show será do grupo de danças Compassos/Unimontes, seguido por Braw Marques e Banda Aviso Prévio. O reggae de Seu Stylinga vai encerrar a programação do dia.

E na sexta-feira, marcando o fechamento das atividades da Unicalourada, o grupo Acadêmicos do Samba, formado por universitários e professores da própria Unimontes, abre as apresentações do dia. A banda de forró Balança a Saia será a segunda atração do dia. Já o show de encerramento será da banda Dois do Samba, de Belo Horizonte.

terça-feira, 6 de abril de 2010

Rosa de Saron em Montes Claros

Na sexta-feira, 16/04, a banda católica Rosa de Saron volta a se apresentar em Montes Claros como atração da 12ª edição do Vem Louvar, tradicional promoção realizada pela Comunidade de Vida e Oração Fidelidade Divina da paróquia de São Norberto.

O grupo sobe, pela segunda vez, ao palco da Praça de Esportes, no centro da cidade, às 21 horas, quando aproveita para lançar seu mais recente trabalho, o álbum “Horizonte Distante”.

Neste ano, a Banda Rosa de Saron foi indicada a cinco categorias do Troféu Louvemos ao Senhor, Prêmio Nacional da Música Católica, como Melhor Banda, Melhor Álbum de Rock, Melhor Intérprete Masculino (Guilherme de Sá), Cantor do Ano (Guilherme de Sá) e Melhor Compositor (Guilherme de Sá), em premiação promovida pela Associação do Senhor Jesus.

Vem Louvar
Com o tema “Tocando o céu e transformando a terra”, a Comunidade de Vida e Oração Fidelidade Divina da paróquia de São Norberto busca através do Vem Louvar reunir a comunidade cristã para celebrar a paz com muita oração e alegria “contribuindo para dar um renovado impulso à evangelização de todos os setores da sociedade, do mundo, do trabalho e da família, da cultura e da educação, enfim, em todos aqueles campos em que se desenvolve a vida dos homens de hoje”.

Além da Banda Rosa de Saron, o 12º Vem Louvar contará ainda com telões, danças teatrais e o "Ministério de Música Novo Ser".

A novidade nesta edição é a Area Vip, com sistema de segurança dentro e, fora da praça, estacionamento fácil e área de alimentação em estilo Open Bar Católico.

Ingressos:
1º Lote à R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia entrada) em livrarias católicas de Montes Claros. Mais informações pelo telefone: 3216-3056.

Padre Fábio de Melo